resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] A Roda do Tempo: Uma Coroa de Espadas [livro #7]


Olá, leitores!

Páginas: 768 | Autor: Robert Jordan | Editora: Intrínseca | Ano: 2021 | Gênero: Fantasia | Tradução: Mariana Serpa e Rafael Miranda Rodrigues | Classificação indicativa: +14

*Esta resenha pode conter spoilers dos livros anteriores.
Leia a resenha dos livros anteriores:

A Roda do Tempo vem sendo uma das séries de livros que mal posso ver qualquer novidade e já estou surtando. O sétimo volume demorou chegar ao Brasil, então essa novidade em especial veio em um momento maravilhoso, próximo ao lançamento da série, que contribuiu para que os livros fossem mais vistos, e com isso espero que mais pessoas conheçam essa história cada vez mais.

Uma Coroa de Espadas era um livro bastante aguardado, mas como sempre demora um pouco para lançar por aqui, resolvi ler devagar para demorar mais na história. A leitura começou bem, onde exatamente finalizou no livro seis. Rand e os Asha'man triunfaram em uma nova batalha e as primeiras páginas são o pós acontecimento.

Algumas narrações desse início são por parte de Perrin, que descreve de uma forma mais distante sua visão sobre Rand e como a batalha afetou o personagem. Como a tensão cresce cada vez mais, algumas situações acabam acontecendo fora do controle do Dragão Renascido, fazendo com que ele fique ainda mais desequilibrado.


Para ser sincera, a situação é um puro caos. Não dá para entender bem as motivações de Rand porque ele está englobado em tramas políticas e o sussurro de Lews Therin está sempre por perto. De todos os lados surgem novas ameaças, e algumas delas não são novas, estavam sempre ali, mas cresciam devagar, totalizando em algum ataque surpresa depois de reunir forças por anos.

Rand, no momento, está perto de Min, que o ajuda em algumas situações e permanece ao seu lado por motivos pessoais e a favor do Dragão. As descrições desses momentos iniciais são extremamente minuciosas e lentas, portanto muitas páginas são discorridas nessa pós batalha.

Após algumas designações, a próxima narrativa foca em Egwene e outras Aes Sedai que estão com ela. Apesar de gostar muito da personagem, foram muitas páginas de conversas aleatórias entre elas, com um jogo de idas e voltas em torno de algo pífio se comparado com a urgência das batalhas que estão por vir. Egwene acaba enredada em movimentos que não serão tão importantes futuramente, e a faz perder um tempo precioso, de certa forma.

Apenas alguns acontecimentos aqui e ali realmente foram importantes nessa narrativa e só então o livro se torna mais atrativo. As melhores narrações são com Matt, Elayne e Nynaeve. Eles estão envolvidos em uma trama política mais vantajosa, ainda em busca da tijela de ventos. Matt está muito maduro, sem tantas distrações desnecessárias e com uma visão mais urgente da situação.

O progresso de Elayne e Nynaeve é gradativo, mas curti as descobertas e o que aconteceu nesse meio tempo. Finalmente houveram momentos de Nynaeve que estava esperando há tempos, embora tenha sido breve. A perspectiva delas com Matt são as mais divertidas também, totalizando, para mim, os melhores momentos do livro.

Senti um pouco de falta do Rand em certos momentos, mas sua narrativa oscila, sem tantos momentos decisivos e mais movimentos políticos. Em meio a isso, Rand conhece outros personagens que aparentam ser importantes para a Grande Batalha, mas ainda está absorto demais nas vozes de Lews Therin para perceber certas nuances.

A quantidade de páginas foi relativamente menor que as anteriores, e tive dificuldades com a edição. Não houve nada de diferente na diagramação, mas a constância em erros dificultou um pouco. Acredito que pela extensão do livro, possa passar algumas falhas na revisão, porém em todos os livros da série até agora, este foi o que mais encontrei imperfeições do tipo. Pode ter sido em decorrência da pressa em publicar, ou outro fator inerente. De toda forma, espero que as próximas tiragens estejam melhores.

Em referência aos instantes finais da história, foram decisivos e inesperados, também um pouco corridos demais. Este sétimo volume tem momentos ótimos e outros mais parados, o que o torna um livro intermediário. Gostei dos acontecimentos de modo geral, diminuiu um pouco da saudade que eu estava, e deixou a desejar em alguns momentos.

ADQUIRA OS LIVROS NA AMAZON:
 

5 comentários:

  1. Nossa, tenho uma amiga que ama roda do tempo e insiste para assistir/ler hahaha eu acho que gostaria da trama e tô pensando seriamente em ler.
    Pena que em comparação aos outros esse volume teve erros que te incomodaram.

    beijos

    https://duquesaazarada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem?
    Não acompanhei essa série, mas gostei dos pontos destacados!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  3. Oi, Leyanne! Como vai? Parece ser uma série boa de se desbravar, não é mesmo? Que bom que gostou. Abraço!



    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Leyanne, tudo bem?
    Então. Eu até queria ler o livro quando assisti ao primeiro episódio da série, mas depois algumas coisas começaram a desandar e acabei concluindo a temporada por conta da Rosamund Pike mesmo, não por estar totalmente envolvida e gostando da história, sabe? Acho que não leria por agora não...
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Que pena que a leitura não te foi totalmente agradável. Mas ainda assim, me deixou curiosa para ler a série. Mas irei sem grandes expectativas.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

Motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

Lançamentos

[Lançamento][grids]