[RESENHA] A Roda do Tempo: O Dragão Renascido [Livro #3]

28 de agosto de 2019

Olá Leitores!

Páginas: 656 |Editora: Intrínseca |Autor: Robert Jordan | Ano: 2014

(pode conter spoiler dos volumes anteriores.)


De todos os livros da série que li até agora, esse é o que mais fiquei intrigada. Óbvio que ele continua sendo muito bom, mas acho que os demais foram melhores e eu me perdi um pouco na confusão que ocorreu aqui, confesso.

Esse volume já começa bem instigante. O personagem Rand Al'Thor recentemente proclamado Dragão Renascido começa a ter dúvidas sobre ser mesmo o tal Dragão. E para quem ainda não conhece muito a série, ela é repleta de profecias sobre o Dragão Renascido, e todas são bem enigmáticas, então eu tento prestar bastante atenção nelas para não ficar perdida.

Em uma dessas inúmeras profecias prevendo o Dragão Renascido, diz que o verdadeiro Dragão empunhará a Callandor, a espada  que não é espada. Destinada somente ao verdadeiro portador, ela é considerada uma verdadeira lenda e uma prova de que o Dragão renasceu.

E como mencionei, Rand não está seguro desse título, na verdade, acho que ele ainda não se aceitou como é, por isso a insegurança da parte dele. Rand então deixa seus amigos para trás, para privar eles de sua iminente loucura proveniente do Poder Único, e embarca em uma jornada a Pedra de Tear em busca da Callandor para tirar a prova que é o verdadeiro Dragão Renascido.

Como em todo livro da Roda do Tempo, um personagem ou mais deixam de aparecer e são mencionados poucas vezes. Neste volume, Rand fica um pouco esquecido, claro que para todos os efeitos ele está em busca de Callandor, mas ele raramente é mencionado e são poucas as vezes que ele narra. Ele aparenta estar à beira da insanidade e eu gostaria muito de ter lido mais sobre isso, mas entendo o que o autor quis fazer.

Ele deixou Rand um pouco de lado, mas enfatizou outros personagens como Perrin, que também precisou aceitar seu novo lado. Achei que ele se afastou de Rand por conta do outro canalizar o Poder Único, e até fiquei zangada com Perrin em alguns momentos por conta disso. Mas ele também está passando por mudanças e foi importante desenvolver isso. Percebe-se que ele também fará parte de grandes acontecimentos futuros para a trama.

Perrin ganha um interesse amoroso no livro que gostei bastante. O final foi espetacular! Mesmo tenho quase 700 páginas, esse volume é o menor dentre os livros da Roda do Tempo talvez por conta das poucas menções a Rand. 

Veja a resenha dos volumes anteriores:

ADQUIRA JÁ SEU EXEMPLAR:

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.