resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] O Povo do Ar: O Rei Perverso [livro #2]


Olá leitores!

Páginas: 307 | Autora: Holly Black | Editora: Galera Record | Ano: 2020 | Gênero: Fantasia, Young Adult | Tradução: Regiane Winarski

*Esta resenha contém spoilers do volume anterior.

A continuação de O Príncipe Cruel era um dos livros mais aguardados por mim. Quando iniciei O Rei Perverso, eu já não queria fazer outra coisa, a não ser descobrir o que iria acontecer. Viciei neste livro mais do que eu imaginava ser possível.


Para mim, ele fluiu bem mais que o anterior, talvez porque eu já tinha familiaridade com os personagens e aqui a história tem um desenvolvimento bem melhor. Não há uma confirmação de romance entre Jude e Cardan em O Príncipe Cruel, apenas algo implícito do que poderemos esperar desse casal.

Ele te odeia. Mesmo te querendo, ele te odeia. Pode ser que ele te odeie ainda mais por isso.

Já neste volume, Jude e Cardan estão mais próximos, e agora ela é tão responsável pelo reino de Elfhame quanto um rei legítimo. Como humana, é complicado para ela ser aceita entre as fadas, mas mesmo assim, ela segura as rédeas de Cardan e exerce sua influência sobre ele devido ao acordo que fizeram.

O Rei Perverso possui uma tensão e urgência no enredo desde o início, o que me deixou eletrizada e obcecada pela leitura. Jude ainda troca farpas com Cardan, mas esse relacionamento é mais implicativo do que maldoso.


Garotas mortais não se tornam rainhas do Reino das Fadas.

O romance neste livro é algo que podemos enfim ver uma confirmação, e claro que fiquei exultante com as cenas que existe entre os personagens. Um romance entre personagens que se odiavam e vão se amar apesar disso, é, na minha opinião, bem mais atrativo, e vemos isso neste livro.

A intensidade da trama não é somente pelo romance. O reino de Elfhame, agora que tem um novo rei, e está sendo comprometido por ameaças pelo trono, e assim, uma possível implicação de guerra. O livro então se torna bem mais sério, e a trama que, no livro anterior era apenas entre rivais adolescentes que se odiavam, agora gira em torno de algo bem mais colossal.

Jude tem um papel importantíssimo no livro, e para mim, já pode reivindicar o pedestal que merece. Se eu me surpreendi com suas ações no final de O Príncipe Cruel, aqui ela é bem mais perspicaz e estrategista se tratando de como aguentar a pressão de sua nova posição.

Há diversos acontecimentos que ocorrem com a personagem, e nem todos foram bons. Após acompanhar tudo isso, admiro-a ainda mais. Infelizmente teve personagens que conseguiram me fazer odiá-los mais do que já odiava, que são Locke e Taryn. Não tenho nem como descrever a imensidão da raiva que senti, e tive auto controle o suficiente de não jogar o livro na parede por conta das atitudes deles.


Nada era justo no Reino das Fadas. Já tinha aprendido a não nutrir esperanças.

O livro como um todo acabou comigo, finalizei ele em um só dia e me arrependi de ter lido tão rápido. Eu já havia pego vários spoilers da história, mas isso não me preparou para o final com o qual me deparei. Foi totalmente inesperado, e algo que ainda está me corroendo por dentro.

Houve momentos em que eu só queria gritar para Jude e Cardan se beijarem logo, ou por conta do rumo da história. Considero esse livro curto, e olhando superficialmente, ainda não consigo acreditar que nele aconteceram tantas coisas.

Se eu ainda não havia considerado essa história sensacional quando li O Príncipe Cruel, dessa vez O Rei Perverso me deixou totalmente convencida e já estou rendida por tudo isso. Um personagem que me surpreendeu neste volume, foi Cardan. Eu não nutria nenhum sentimento especial por ele no livro anterior, mas agora eu só quero guardar ele em um potinho.

Houve uma evolução entre os personagens, mas com Cardan tive uma visão mais ampla de sua personalidade e intenções. O livro é narrado pelos olhos de Jude, mas ainda sim é fácil prestar atenção em Cardan e em seu desenvolvimento.

LEIA A RESENHA DE O PRÍNCIPE CRUEL AQUI.

ADQUIRA OS LIVROS NA AMAZON:

6 comentários:

  1. Oiii Leyanne

    Ah esse livro foi tão perfeito, pra mim também fluiu mais do que o primeiro, achei a Jude melhor, Cardan mais desenvolvido, a trama mais intensa e envolvente, e assim como vc tb odeio cada vez mais Tarynb e principalmente o Locke, nossa como odiei esse último , espero que ele tenha o final que merece.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Leyanne como vai? Eu não li este livro, mas sua resenha despertou minha curiosidade por lê-lo. Presumo uma estória excelente não é mesmo! Ótima resenha, adorei as fotos. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Leyanne,

    Eu estou com esse livro aqui para ler, mas vou pegar ele nos próximos meses, pois tem alguns antes dele.
    Bom saber que a leitura flui melhor nesse, no começo do outro achei um pouco arrastado.
    Curiosa para saber o destino da Jude e do Cardan.

    Bjs
    https://diarioelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Não conferi o volume anterior, mas pela sua resenha, parece mesmo muito legal. Já fiquei com vontade de conferir.

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  5. Oi Leyanne,
    Estou de olho nesse livro desde o lançamento, só não vi uma promoção realmente atrativa para eu conseguir comprá-lo, rs.
    Essa capa maravilhosa promete uma grande evolução na história, assim como a reta final de O Príncipe Cruel nos deu.
    Tomara que eu goste!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Eu quero muito ler esses livros, estou sentindo falta de uma boa literatura fantástica. Mas é engraçado como, mesmo com os temidos spoilers, você ainda se surpreendeu no final... rs Espero que essa leitura atenda minhas expectativas.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]