PERCY JACKSON E OS OLIMPIANOS: MAR DE MONSTROS [LIVRO #2]

16 de fevereiro de 2019



Páginas: 304 |Editora: Intrínseca |Autor: Rick Riordan |Ano: 2011

Olá Leitores!

Li recentemente o primeiro volume da série Percy Jackson e os Olimpianos, e  adorei a experiência que tive com a  história. Logo iniciei ao segundo volume e cá estou espalhando meu amor por essa série. Uma das melhores características na saga, é que o autor desenvolve a história e deixa pontas soltas para que o leitor tenha o interesse de sair conectando pedaços da história que acabam se formando um emaranhado de informações que serão importantíssimas para a trama.

Sabendo dessa característica, notei que em Ladrão de Raios, houve diversas dessas "pontas" para serem desenvolvidas em livros futuros. Em Mar de Monstros, a história se inicia um ano após aos acontecimentos do livro anterior. O enredo continua sendo focado em Percy Jackson, agora com 13 anos. Ele está vivendo como um simples mortal, sem sequer manter contato com o Acampamento Meio Sangue. Assim, ele frequenta a escola e também se relaciona com humanos comuns. Porém Percy sempre foi cercado de elementos que fazem parte da sua natureza de semideus.

Percy sempre foi ruim para fazer amizades e nunca passou mais de um ano na mesma escola por conta dos problemas que eram atraídos diretamente à ele. Em meio a todo esse tormento e divergências para se acostumar à essa realidade, ele conhece um verdadeiro amigo na sua nova escola. Seu novo amigo, Tyson, tem uma aparência e modos um tanto peculiares, mas como Percy se vê justamente deslocado, passa a se identificar muito com ele.

Até um certo ponto da história, Percy fica longe dos amigos que conheceu no livro anterior: Annabeth e Grover. Mas como a história ficou inacabada na última missão que fez para o Acampamento, os problemas voltam a ficar alarmantes e Percy se vê sendo jogado no meio desse enorme furacão.


Nesse volume conhecemos um novo lado de Percy, do qual acredito que foi essencial para desenvolver o personagem. Ao mesmo tempo, foram introduzidos diversas outras criaturas e lendas provenientes da mitologia grega. Considero um ótimo livro, porque a exploração da cultura grega é espetacular, e a mistura dela com nossa civilização também ultrapassa minhas expectativas.

Vale ressaltar que nem sempre devemos considerar que Percy é o único herói valente do livro. Acredito que o autor introduziu o companheirismo justamente para mostrar como um herói precisa de amigos para obter algum sucesso em suas missões.



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.