resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] O Canto Mais Escuro da Floresta


Olá, leitores!

Páginas: 294 | Autora: Holly Black | Editora: Galera Record | Ano: 2017 | Gênero: Fantasia, Young Adult. Romance | Tradução: Camila Pohlmann | Classificação indicativa: +14

O Canto Mais Escuro da  Floresta estava na minha lista de leituras há um tempo, e me deparei com ele disponível no Kindleunlimited. O livro é uma fantasia em um volume único, o que é mais escasso. Geralmente vemos fantasias com vários volumes e tenho prefêrencia por essas, mas também é maravilhoso encontrar algum livro do gênero que seja curto e finalize em um único volume.

Essa história se passa no mesmo universo de O Povo do Ar. É como se as histórias que a autora escreve fossem contadas em perspectivas distintas, porém compartilhando um mesmo mundo. Fadas e humanos convivem quase em conjunto na pequena cidade de Fairfold, e na floresta da cidade há um caixão, aparentemente de vidro, com um garoto fada dentro. Ele está adormecido há gerações, e não há indícios do motivo, ou de como tirá-lo de lá.

Eles eram criaturas do crepúsculo, seres do amanhecer e do anoitecer, situados entre uma coisa e outra, do nem tanto e do quase, das zonas fronteiriças e das sombras.

Hazel e Ben são irmãos e constantemente visitam o garoto dentro do caixão de vidro. A perspectiva traz um tom mais macabro, porém a obra é mais juvenil com uma boa aventura. O livro se passa, em grande parte, pela perspectiva de Hazel. Ela é fascinada pelas fadas e tem questionamentos sobre ser ou não normal. Seus dilemas são confusos no início e demorei entender a personagem.

Ben, irmão de Hazel, é mais quieto, mas guarda um grande dom presenteado pelas fadas. Por mais que haja uma rotina quase normal ao redor da cidade, é perceptível que o lugar não tem nada de normal. É diferente a forma como a autora rearranjou humanos e fadas convivendo com a existência de cada um, e o livro trata das divergências entre eles.


Ben contava histórias. Hazel transformava-se nelas.

O príncipe adormecido, como é chamado por Hazel e Ben, traz mais mistérios do que aparenta. Os irmãos são atraídos por ele e a leitura mostra como irão lidar com seus segredos adquiridos ao longo dos anos. O livro é uma mistura de aventura, mistério, romance e muitos segredos. Também há uma pequena parte mais sombria na trama, reservada para as fadas.

A história tem aspectos iguais e diferentes de O Príncipe Cruel. Li primeiro a trilogia O Povo do Ar, portanto eu tinha apenas esse parâmetro para imaginar um universo compartilhado entre eles. Nessa fantasia de volume único, consegui me apegar bastante aos personagens e ficar ainda mais atenta aos acontecimentos.

A magia era ao mesmo tempo pergunta e resposta.

É um livro com bastante representatividade e personagens fortes. Gostei principalmente da evolução de Hazel. Seus segredos foram um mistério para mim, que fui descobrindo e gostando ainda mais dela. O livro conta também com um alguns romances, que fica em segundo plano, mas dá uma certa leveza para a história. A relação entre Hazel e Ben também é um dos pontos mais trabalhados, e carrega muitas revelações sobre ambos.

Essa é uma ótima dica para quem também gosta de uma fantasia rápida, envolvente e com personagens cativantes. Tive um pequeno vislumbre deles no terceiro livro de O Povo do Ar, A Rainha do Nada, por isso é interessante ler este antes da trilogia para não topar com spoilers deste por lá. Apesar disso, a aparição dos personagens é breve e serve para mostrar esse universo bastante conectado, portanto não interfere tanto na história.


LEIA A RESENHA DE O POVO DO AR: O PRÍNCIPE CRUEL AQUI.
LEIA A RESENHA DE O POVO DO AR: O REI PERVERSO AQUI.
LEIA A RESENHA DE O POVO DO AR: A RAINHA DO NADA AQUI.

ADQUIRA SEU EXEMPLAR NA AMAZON:

7 comentários:

  1. oi, tudo bem?
    faz um tempo que não leio nada da Holly Black e esse por ter um volume só me deixou bastante interessada. Preciso voltar a ler livros de fantasia!
    Obrigada pela dica, não conhecia o livro.

    Beijos

    https://aquelasemsorte.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Leyanne,
    Não fazia ideia de que esse livro era no mesmo mundo da trilogia! Por enquanto só consegui ler o primeiro, mas fiquei super impactada e curiosa para saber das outras loucuras que com certezas devem ter acontecido haha
    Sugestão super anotada!
    Beijos, Fantasma Literário

    ResponderExcluir
  3. Oi Leyanne,

    Eu sabia que esse livro era do mesmo mundo da trilogia, mas eu ainda não peguei para ler.
    Espero gostar tanto quanto os outros.

    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Não imaginava que se conectava com a outra série dela, mas fiquei com vontade de conhecer esse. Principalmente por essa questão de volume único... se curtir... vai até a outra, né.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  5. Oi, Leyanne. Como vai? Parece interessante, visto que existe ligação com o mundo da trilogia. Que bom wue você gostou. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Leyanne! Este livro está na minha meta deste ano, gosto bastante da escrita da autora e sempre vejo a obra sendo elogiada. Estou ansiosa para ler. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Oi Leyanne, tudo bem?

    Sempre vejo resenhas positivas dos livros da Holly Black, mas confesso que as histórias da autora nunca chamaram a minha atenção. Tinha esse livro, porque recebi em um kit quando ainda era parceira da editora, mas como a sinopse não me cativou acabei doando.

    Acho sempre legal quando o autor consegue criar ligação entre seus livros,isso torna o universo das histórias mais amplos e as narrativas mais envolventes, pois sempre ficamos na esperando de ter um easter egg.

    Beijos;***
    Ariane Gisele Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]