resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] Até Que Ponto É Fantasia? [Livro #1]


Olá, leitores!

Páginas: 372 | Autora: Amanda Candido | Editora: Coerência | Ano: 2020 | Gênero: Fantasia, Romance | Classificação indicativa: +12

Não sei exatamente o que me conquistou mais nessa leitura. Desde antes de iniciar, o livro me chamava atenção, e ler a obra foi só uma confirmação de que a história iria me envolver exatamente como eu imaginava. Esse é o tipo de livro destinado a quem adora, assim como eu, livros de fantasia com um romance entre enemies to love (inimigos que se amam).

O livro pode cativar vários outros leitores por fazer-nos imaginar como seria entrar dentro de histórias que gostamos, assim como acontece com os personagens. A proposta se assemelha ligeiramente com o livro Coração de Tinta, da autora Cornélia Funke. Nele, os personagens também tem influência dentro dos livros que gostam, podendo entrar e sair delas.

A semelhança entre essas leituras é apenas essa. Os dois livros, por mais que façam o leitor se identificar com os personagens por também amarem livros, seguem rumos distintos, com histórias sendo desenvolvidas de forma bastante original.

Era tão mágico! Bastava abrir um livro para realizar o grande sonho de toda a garotinha apaixonada por contos de fadas.

Até Que Ponto É Fantasia? pode ser um livro para ser lido e sentir as mais variadas emoções. Me identifiquei bastante, e esse também é um livro que possui elementos que me fizeram aproveitar bem a leitura, tendo vários aspectos comuns em livros do gênero, ainda mantendo seu rumo principal.

A leitura é narrada por Luna e Len, protagonistas pra lá de cativantes. Lun é uma personagem bem espontânea, desastrada, amorosa e divertida. Não dá para realizar a leitura sem rir com ela pela forma como é autêntica. Já Len, é o irmão do melhor amigo de Luna, portanto eles se veem com frequência, mas no início, essa relação é bem conturbada.

Não há motivos exatamente específicos para que eles não se deem bem. Porém, a interação entre ambos é toda por meio de troca de farpas. Eles são implicantes um com o outro, mas isso vai mudando quando a avó de Len entrega alguns livros para os dois darem uma olhada, e eles os sugam para dentro da história. Por isso, eles precisam ser mais tolerantes entre si ao começarem a viver essa aventura.


Reescrevemos esses contos com uma tonta tão encantada quanto seus dizeres, por isso tome cuidado para não mergulhar a estrela fugaz no mundo da fantasia: ela pode pertencer ao mundo dos sonhos, mas seu lugar é na realidade.

As histórias entregues a eles são contos de fadas como esses que crescemos ouvindo. Como alguns, ou até todos, são bem conhecidos por quem está lendo, a história se torna familiar e até mesmo nostálgica. Os personagens revivem as histórias, com cada um dando um pouco de sua personalidade para aqueles que irão interpretar, sempre preservando o conto original.

A construção do relacionamento de Len e Luna é com base nessas histórias e fora delas. O livro mescla entre momentos de interação com a influência dos contos de fadas, mas a realidade também está presente e palpável. Cada um possui seus problemas pessoais que iremos conhecer no decorrer da história, mas é possível notar que há marcas profundas que eles precisarão resolver.

Há uma mistura desse brilho cheio de magia com o mundo em que vivemos, em que tudo é mais pesado. Mesmo que os dilemas entre os personagens sejam grandes, a leveza e simplicidade das histórias em que eles entram, suaviza boa parte dessa tensão.

Era absurdamente irresistível provocá-la.

Os protagonistas, como disse, são pessoas que não se suportam sem nenhum motivo aparente. Essa implicância já natural entre eles, e essa relação me deu um misto de sentimentos entre empolgação e aflição. Meu medo era que um deles falasse algo que não dava mais para reverter e acabasse machucado ainda mais o outro. Mas eu adorei a troca de farpas inocente que acontecia entre eles, e que por várias vezes serviu para diminuir o clima pesado deixando a história mais divertida.

Foi inevitável abrir um largo sorriso a cada vez que isso acontecia. Eu adoro livros com enemies to love (inimigos que se apaixonam), e esse foi justamente o que eu estava precisando. Tenho a impressão que essa leitura chegou na hora certa para mim. Foi como entrar na história assim como os personagens estavam fazendo.

Ler um livro de dentro de outro livro... Não se faz isso todo dia.

Se eu me apaixonei por todo o livro, o final me deixou desesperada além do que eu imaginava. Até então, não imaginava que a leitura teria uma continuação, mas chegar a esse desfecho foi tão abrupto, que senti um grande ponto de interrogação se formando na minha mente.

As respostas que preciso estarão no próximo volume, entretanto eu já estou tão agarrada a essa história que vai ser difícil eu não me apegar no que vier. Por fim, a leitura superou minhas expectativas e me entregou uma história de fantasia que eu estava precisando. É uma obra nacional que eu não poderia deixar de ler e assim, recomendar.

12 comentários:

  1. Oi Leyanne,
    Estou bem por fora dos livros dessa editora, não é algo que me anime ler.
    PORÉM, não posso mentir quando li 'enemies to lovers', a obcecada por romances dentro de mim surtou! kkkkkk É o meu tipo preferido de amorzinho! kkkkk
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Leyanne! Tudo bom?
    Pelo jeito tem um hate to love bem gostosinho ai entre os protagonistas, em? E hate to love eu AMO nunca tenho o suficiente desse trope.
    Não conhecia o livro, mas adorei a premissa e vou procurar mais pra frente pra ler sim!

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    eu adoro um enemies to love, geralmente trás certo fresco e uma pitada divertida nas narrativas.
    Adorei o título do livro e a capa.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  4. Oi Leyanne :)
    Não conhecia, mas parece muito interessante (adoro o livro "Coração de Tinta")!
    Beijo

    Mundo da Fantasia

    ResponderExcluir
  5. Oi Leyanne, tudo bem?
    Não entendi muito bem o drama central do livro, mas adorei a capa. Eu não sei o que sinto por "enemies to lovers", acho que depende muito de como os autores abordam.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  6. Eu amo Coração de Tinta (embora nunca tenha terminado de ler a trilogia, hehe). Gostei de saber que esse tem uma certa semelhança, mas que ela vai até a página dois. Acho legal quando percebo que é uma inspiração e acaba seguindo seu rumo ao longo das páginas, e não fica uma imitação de outra história já mais conhecida.
    Que bom que a leitura te agradou e espero que a continuação te seja tão cativante quanto. ^^
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  7. Oi Ley! Eu não conhecia a obra, mas vários aspectos dela apontados na resenha me deixaram interessada na leitura. Dica anotada. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi Leyanne, tudo bem?

    Não conhecia o livro, mas gostei dos pontos que você apontou em sua resenha. Gosto de livros que mesclam romance com fantasia e com a narrativa conta com personagens cativantes torna tudo ainda mais interessante de acompanhar.

    Beijos;***
    Ariane Gisele Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  9. Adorei o título do livro! A história dele me lembrou um pouco um romance que li ano passado chamado Fanfic, da Rafani Ferreira. Eu só não sei se gostaria desse final abrupto aí kkkk
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  10. Caramba, que capa mais linda. Amei de mais!!!!
    Como eu nunca tinha ouvido desse livro? Adoro fantasia, e já fiquei curiosa para ler.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Leyanne,

    Não conhecia o livro, mas confesso que adorei o titulo, a capa e o enredo rs.
    É bem o estilo de história que gosto, então com certeza vou colocar ele na lista de leituras do Skoob.
    Espero que o segundo seja tão bom quanto esse.

    Bjs
    https://diariodoslivrosblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, Leyanne. Como vai? O livro parece-me interessante, embora particularmente não leia romance frequentemente. A capa está muito bonita, e sua resenha está completinha. Adorei! Ah, as fotos ficaram lindas também. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]