[RESENHA] Eterno

30 de novembro de 2019


Olá Leitores!

Páginas: 34 | Editora: Independente | Autor: Rennan Andrade | Ano: 2019

Do mesmo autor de Mochila, Eterno também segue no mesmo gênero que seu conto anterior, tendo como centro a representatividade LGBT+. Neste seu novo romance, que já devo adiantar que é um conto extremamente fofo.

Ele é narrado em primeira pessoa e não temos conhecimento sobre o nome de quem está narrando, contudo esse mistério não precisa ser solucionado por que a história segue um rumo distinto sobre quem seria a identidade do narrador.

Mais especificamente, o narrador conta sobre seus medos e sobre seus anseios, o foco principal é mostrar tudo isso e também como ele conheceu seu atual namorado, Rodrigo. A história é tanto sobre o narrador quanto sobre seu atual amor. Pode ser confundida com histórias clichês, mas talvez todos possuam algo clichê quando se apaixonam.


O romance é rápido e imediato, o narrador nos conta desde o momento em que conheceu Rodrigo, seu medo por se envolver com um cara mais novo e como isso os irá afetar, ambos são assumidos, mas ainda há aquela estranheza em se tratar de um romance gay onde pode muito bem acabar mal.

O que posso resumir sobre o conto é que ele é muito doce, o romance é lindo de acompanhar, a representatividade é presente em todo o conto. A história é rápida, mas o autor compilou bem todas as fases de conhecer um novo amor.

Para quem ainda não conhece o autor, ele também escreveu o conto Mochila, ambos estão disponíveis no kindleunlimited.



Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Hey Leyanne! Tudo bem?
    Não conhecia esse autor. Ultimamente estou numa vibe bem boa de contos e adoraria ler este.
    Obrigada por comentar lá no blog.
    Volte sempre!

    | Blog Misto Quente |

    ResponderExcluir
  2. Oi Leyanne,
    Não conhecia nem o livro, nem o autor.
    Representatividade é importante sim, precisamos de mais livros assim!
    beeeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Leyanne!
    Não conhecia o autor nem a antologia.
    Como a Alê falou ali em cima, é importante a representatividade, principalmente no cenário nacional.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. OI! Não conheço o autor e nem havia visto as obras ainda, mas quero conferir, pois acho impostante esta representatividade.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Oiê,
    Não conhecia o conto e nem o autor, mas acho super bacana essa temática ganhar mais espaço no mercado!

    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.