O Lar da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares: Cidade Dos Etéreos [Livro #2]

15 de março de 2019


Páginas: 383 |Editora: Intrínseca |Autor: Ransom Riggs |Ano: 2016

Olá Leitores!

Essa é a fantástica continuação de O Lar da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares. Em Cidade dos Etéreos continuamos acompanhando a jornada de Jacob pelo legado deixado por seu avô: encontrar as crianças peculiares. Tendo encontrado-as no livro 1, e depois de seu mundo virar de cabeça para baixo, ele entra com tudo nesse universo peculiar.

"Havia algo que eu precisava fazer, não apenas ser, e não era fugir ou me esconder, muito menos desistir no instante em que as coisas começassem a parecer aterrorizantes e impossíveis."
O livro detém de um pouco de ficção, há peculiares capazes de criar fendas temporais, e é esse o refugio de seu povo. Jacob e as crianças peculiares estão presos em 1940, onde sua fenda temporal fechou e há vários monstros (etéreos) à solta. Eles precisam encontrar refúgio, mas sua guardiã (Ymbryne) está incapacitada e não existem outras capazes de lhe ajudarem. O mundo peculiar corre grande perigo e Jacob, agora reconhecido como peculiar, é o único que consegue ver e sentir os monstros.

"Eu gostava dessa ideia: de que a peculiaridade não era uma deficiência, mas algo mais. A explicação não era que tivéssemos algo que os normais tinham, eles é que não possuíam peculiaridade. Nós éramos mais, e não menos."
Houve uma diferença enorme entre o livro anterior e esse. Jacob vivia em um mundo normal e só queria descobrir algo sobre seu avô. Ele passou a ter aventuras e houve também aquela emoção onde o mocinho encontra suas raízes e passa a descobrir onde é o seu lugar. A diferença que mencionei é que em Cidade dos Etéreos a história não tem pausas e o livro passa a ser mais sombrio e cheio de ameaças.


Como Jacob está convivendo com as crianças peculiares, passamos a conhecer mais sobre elas e seu mundo. Também conhecemos outros peculiares de outras fendas temporais espalhadas pelo mundo. Fiquei apreensiva em todo o livro, pois a história é descrita com urgência. Todo o livro se passa em 3 dias. O protagonista tem um suposto romance com uma garota peculiar (Emma) desde o livro anterior, em Cidade dos Etéreos, esse romance é mais desenvolvido.

"Eu estava atônito demais para segui-la naquele momento, porque algo novo estava acontecendo. Uma espécie de roda dentro do meu coração, algo que eu nunca percebera que existia, estava girando tão depressa que me deixava tonto."
Gostei bastante de ver essa mistura de romance, mistério e apreensão. Percebi também que o autor conseguiu escrever os fatos sem enrolação, a história tem uma reviravolta incrível, houve alguns pontos em que me senti enganada por estar pensando uma coisa e acontecer outra totalmente diferente. O livro anterior serviu para sermos devidamente apresentados ao mundo peculiar, enquanto neste volume sentamos e assistimos ao verdadeiro espetáculo.



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.