resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] HQ Revolta da Vacina


Olá, leitores!

Páginas: 176 | Autor: André Diniz | Editora: DarksideBooks | Ano: 2021 | Gênero: Drama, Ficção histórica | Classificação indicativa: +14

Direto do nordeste do Brasil, no início do século XX, esta história inicia-se com a narrativa de Zelito, um ilustrador prestes a perder seu irmão, com a iminente perspectiva de que terá a pressão a mais de seu pai para provar como seu trabalho é importante. Com um cenário já apresentado ao leitor, o restante da história mostra-se igualmente apreensiva.

Tendo que arcar com novas responsabilidades, Zelito é intimado por seu pai a viajar para o Rio de Janeiro, com um prazo de seis meses para que prove que consegue ganhar a vida como um renomado ilustrador. Porém, o Brasil retratado na época está passando por momentos complicados, tendo obstáculos já grandes para  moradores da grande cidade.

Zelito percebe que o Rio destoa de sua cidade nos primeiros momentos em que põe os pés no lugar. Desde a população, grande tráfego e novas reformas do lugar. O momento em que o protagonista tenta ganhar a vida em uma cidade diferente da sua não é propício, e isso aumenta com a grande tensão entre as classes promovidas pela Reforma Sanitária de Oswaldo Cruz.


O contexto histórico é muito bem colocado na história, mas não como imaginei. O livro tem uma crítica enorme como plano de fundo, mas a narrativa enfatiza bem mais a luta de Zelito para tentar provar a seu pai que consegue trabalhar com o que ama.

A tensão inicial cresce aos poucos, provando como isso afetou a vida de tantas pessoas, bem como a de Zelito. As condições da época eram precárias, e a Reforma, por mais que tenha sido algo bom para a população, era recebida com estranheza. A violência era corriqueira, doenças progrediram rápido, e as pessoas morriam por pouco.

O drama encontrado na obra é denso, mesclando um contexto histórico real do país a uma história em que o leitor tenta torcer para que dê certo. Talvez devido à própria tensão e cobranças, é possível notar como o protagonista tem uma evolução marcada pela decadência da situação, bem como tudo parece gerar uma tensão gigantesca, levando-o a agir com extremos.

De certa forma, a história nos dá uma ampla visão de como foi esse período, e como podemos interpretar o enredo em um outro contexto. Os traços representados na graphic novel são bastante chamativos, assemelhando-se a cordéis. A história tem uma boa estrutura, evidenciando pontos marcantes da época retratada, e ao final da hq, encontra-se um extra sobre o contexto histórico.

Pode ser uma leitura complicada em alguns momentos, mas é uma boa história, com reflexões pertinentes sobre nossa história e raízes.


ADQUIRA SEU EXEMPLAR NA AMAZON:

4 comentários:

  1. Olá, Leyanne.
    Infelizmente esse é um livro que não chama muito a minha atenção. Mesmo com todo o contexto histórico do nosso país, não acho que seria uma leitura prazerosa.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Oi Leyanne! Apesar de temas diferentes, me lembrou Persepolis, que fala sobre muitas questões políticas e sociais. Acho legais estas HQs mais sérias e leria com certeza.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Oi, Leyanne! Tudo bom?
    Como historiadora e como apaixonada por HQs, essa é uma que tá na wishlist faz tempo. Eu adoro obras que exploram momentos históricos importantes e esse foi um gigante! Espero conseguir ler em breve.

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Leyanne. Como vai? Parece ser muito bom esta obra. Fiquei tentado a lê-lo. Abraço!



    http://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]