resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] As Crônicas Lunares: Scarlet [Livro #2]


Olá, leitores!


Páginas: 480 | Autora: Marissa Meyer | Editora: Rocco | Ano: 2014 | Gênero: Romance, Ficção Científica, Distopia | Tradução: Regiane Winarski | Classificação indicativa: +12


*Esta resenha pode conter spoilers do volume anterior.

Leia a resenha de Cinder AQUI.


As Crônicas Lunares foi uma série que gostei imediatamente após iniciar. Nesta sequência, recebi tudo que eu queria e ainda mais surpresas. Cinder, a protagonista anterior, continua tendo bastante destaque, mas divide a narração com Scarlet, uma nova personagem que, com sua avó, vive em uma fazenda que a consideram um lar. O segundo volume desta sequência é marcado por ser uma releitura de Chapeuzinho Vermelho.


Scarlet tem sua primeira aparição ao deixar uma encomenda de sua fazenda em uma taverna. É neste lugar que ela conhece Lobo, um novo personagem com igual grau de importância. Scarlet está há alguns dias procurando sua avó, que sumiu misteriosamente. Todos os indícios apontam que ela fugiu, porém Scarlet discorda veementemente disso. A protagonista tenta uma investigação solo que, com ajuda de Lobo, tentará obter êxito em encontrar sua avó.


- Lobo - sussurrou para si mesma quando a água começou a passar pelo coador. Ela deixou a palavra se prolongar, sentindo-a nos lábios. Para alguns, uma fera selvagem, um predador, um problema. Para outros, um animal tímido, mal compreendido pela humanidade.

Diferentemente do livro anterior, que foi uma leitura cheia de descobertas, este livro é rápido em desenvolver o romance entre os protagonistas. Lobo, um nome incomum, que também é uma figura importante para a história de Chapeuzinho, tem muitos mistérios que o rondam. A relação dele com Scarlet é intensa, de forma que surge uma tensão entre eles, que é impossível de ignorar.



Cinder tem perspectivas curtas, mas servem para agilizar a história sobre seu paradeiro, inclusive sincronizar suas ações com outros personagens que estão narrando em paralelo. Este foi um livro que teve tensão em todos os sentidos. Não há uma sensação de calmaria. Senti que de todas as partes houveram momentos em que tiveram que tomar decisões importantes para assim prosseguir.


Uma adição que quebra a tensão na trama é o personagem Thorne. Falar dele logo me lembra de como foram suas aparições que teve na trama. Ele está preso no mesmo bloco que Cinder e ambos se encontram por acaso. Thorne tem um jeito descontraído e sua participação, por mais que seja sempre ao lado de Cinder, não o aprofunda tanto. É como se conhecêssemos o personagem, mas ainda há muito para descobrir a seu respeito.


Embora momentos de descontração sejam essenciais para que o enredo não se torne tão denso, a situação da Terra em relação ao governo Lunar é complexo. A rainha Levana está cada dia mais próxima de cumprir suas ameaças contra a Terra e o Imperador Kai vive um dilema entre se aliar à rainha ou tentar encontrar uma solução que o liberte do compromisso.


Tudo que Cinder sempre quis foi liberdade. Liberdade da madrasta e de suas regras dominadoras. Liberdade de uma vida de trabalho constante sem nenhum reconhecimento.

Há uma solução que, para mim, foi um tanto óbvia desde o início, mas sei que o livro correria rápido demais se esta solução fosse empregada quando eu gostaria. A situação para os personagens se torna ainda mais preocupante quando Levana se mostra tão preparada para um combate, enquanto a Terra ainda sofre consideravelmente por conta da doença letumose. 


A obsessão de Levana por Cinder, que é revelada no desfecho do primeiro volume, se torna ainda mais implacável neste livro. Cinder tem uma evolução lenta, que devido a introdução de novos personagens e a ameaça atual de uma guerra iminente, não há tempo para focar em tentar entender melhor suas raízes. Embora isso seja urgente, o livro dá a esperança de que Cinder tem um potencial incrível para cumprir seus objetivos.


A personagem começa com um rumo incerto, mas claramente tem um papel central que pode fazer toda a diferença no desfecho. Para o segundo volume, este é um livro que entrega personagens incríveis e desenvolve bem o romance. Com a adição das novas perspectivas, é de se esperar que a história fique cada vez mais abrangente e ganhe uma expansão maior no próximo volume.


Um ponto que gosto no mundo criado pela autora, é como os personagens e suas histórias se conectam, deixando pouca coisa de fora. Cada um deles tem e acredito que ainda terá muito o que contribuir para a história e até o momento, o universo não fez outra coisa senão me cativar.




ADQUIRA OS LIVROS NA AMAZON:

9 comentários:

  1. Oi, Leyanne. Como vai? Que bom que gostou da obra. Me parece ser um ótimo livro. Suas fotos sempre ficam maravilhosas, eu adorei. A resenha está excelente. Gostei da capa do livro também. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Eu ganhei alguns livros dessa série da minha tia, então seus comentários super me empolgaram.
    eu gosto de releituras, e da história da Chapeúzinho, então espero curtir tanto quanto vc.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  3. Oi Leyanne,

    Essa série é uma queridinha minha. Adoro todos os livros, mas meu coração se apaixonou totalmente por Winter que é o quarto livro da série.
    Espero que você curta a leitura dos outros.

    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  4. Oi Leyanne,
    Quero muito ler essa série, tenho até o livro 1 aqui em casa, mas não comecei porque as continuações são caras e preciso estar preparada para querer maratonar tudo! KKKKKK
    beeeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Eu tinha muita vontade de ler essa série, mas algumas resenhas negativas me fizeram desanimar. Agora estou lendo várias resenhas positivas e estou animando novamente... hahha
    Fico feliz que a continuação ficou tão boa quanto o primeiro volume, isso já me rende expectativas de curtir a leitura. =)
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  6. Olá, Leyanne.
    Eu li essa série toda em uma semana. Como ba época estava operada e não podia sair da cama, o jeito foi ler e gostei tanto dos livros que emendei um atrás do outro e não me arrependi.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi Leyanne! Eu adoro esta série e todo o universo que a autora criou. As garotas protagonistas são fortes e nos inspiram. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi Leyanne, tudo bem?
    O fato de haver várias personagens femininas me deixa curiosa. Entretanto, como achei os outros livros da autora que li (Sem Coração e Renegados) bem "esquecíveis", fico com preguiça de ler As Crônicas Lunares. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  9. É incrível como as histórias se ligam não é mesmo. Eu sou suspeita em falar pois amooo Crônicas Lunares. Depois de anos tendo lido a série, estou lendo Stars Above e é tão bom relembrar os personagens :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]