resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] Sangue de Tinta [Livro #2]


Olá Leitores!

Páginas: 559 | Autora: Cornélia Funke | Editora: Seguinte | Ano: 2009 | Gênero: Fantasia | Tradução: Sonali Bertuol

O Mundo de Tinta criado pela autora sempre foi um dos que mais me atraíram desde que o conheci. Neste segundo volume, o livro é bem maior, então tentei imaginar o que aconteceria nessas páginas. O final do volume um foi fechado, mas ainda sobraram algumas dúvidas que seriam respondidas nos próximos livros. Porém, se tratando da história, temos um final bem completo.

Passaram alguns meses desde os eventos do livro anterior. Meggie, Mo, Resa, Elinor e Darius estão vivendo na casa de Elinor, enquanto Farid e Dedo Empoeirado estão atrás de um meio para irem ao Mundo de Tinta. Até então, as ameaças advindas do livro Coração de Tinta (Título referente ao volume anterior, assim como o livro citado na obra a qual lemos), haviam sido parcialmente extintas, pois Basta e Mortola ainda estavam a solta.

Neste livro, a história toma um rumo a qual eu não esperava. Conhecemos superficialmente a história dos personagens saídos do Mundo de Tinta, assim como seus destinos, mas não temos um contato direto com toda a fantasia criada.

As histórias sempre continuam, não terminam com a última frase, assim como não começam com a primeira.

Um novo cenário é apresentado aos leitores e enfim somos transportados a esse Mundo de Tinta. Devido terríveis acontecimentos, alguns personagens acabam entrando no livro que todos temem. Lendo o livro sob essa nova perspectiva, é como mergulhar em uma fantasia épica com vilões impiedosos, e seres sobrenaturais.

Infelizmente os personagens não tem um minuto de paz durante a  história, e são constantemente pegos de surpresa por algum vilão, e até mesmo sendo vítimas do infeliz acaso. A autora me surpreendeu com esse cenário, mas acabei ficando fervendo de raiva em alguns momentos.


Eu sei, Meggie - disse Mo finalmente com voz baixa. - Sei que você acha que o mundo que esse livro descreve é decisivamente mais emocionante do que este. Conheço essa sensação. Eu mesmo muitas vezes me imaginei dentro dos meus livros favoritos. Mas nós dois sabemos que a sensação é bem diferente quando a  imaginação vira realidade. 

A personagem Meggie, que é a protagonista, tem algumas atitudes idiotas e que, a meu ver, foram egoístas e acabaram prejudicando outros personagens. Para mim, ela era uma personagem regular. Eu não havia me apegado a ela tanto quanto me apeguei a seu pai, mas neste livro, a personagem acabou passando dos limites.

Junto dela, outro personagem que achei inconsequente, foi Farid. Ele acabou seguindo os passos de Dedo Empoeirado, e claramente se sente fora da sua própria história, mas também teve atitudes durante a história que não gostei nenhum pouco, por serem desnecessárias.

A onda de má sorte para os personagens foi tão grande que eu só podia chorar de onde estava. Houve momentos que tudo que eu queria era ter o poder dos personagens e me transportar para dentro. A sensação que o livro nos trás é algo que ainda não havia sentido lendo outros livros.

Um pouco de felicidade não podia prejudicar aquela história.

Lemos a obra como se estivéssemos lendo os "bastidores" de um livro se a história fosse viva. É algo que ainda me pego refletindo. E se eu parasse dentro dos meus livros favoritos? Ou quem sabe se os personagens desse livro saltassem para fora dele?

O leitor acaba sendo induzido a pensar coisas assim após ter contato com as obras. Na história, com um pano de fundo sendo o próprio Mundo de Tinta, que tem um prenuncio de guerra, deixa tudo mais urgente ao termos ciência de que tais personagens não pertencem àquele mundo, mesmo que ele possa ser lindo.

A visão do autor, que no final do livro anterior havia optado por entrar no Mundo de Tinta, é um contato diferente por termos uma visão da obra e autor de tão perto, mas mesmo assim tomando proporções tão grandes.

Um ponto novo explorado, é a perspectiva de outros personagens como narradores. Assim, a visão da história fica ainda mais ampliada e fácil de nos orientarmos por ela. O livro continua tendo outros livros sendo citados, assim como referências que somente leitores irão entender. Finalizei este livro com o coração na mão e precisei de um tempo para processar tudo que ocorreu por aqui.

VEJA A RESENHA DE CORAÇÃO DE TINTA AQUI.

ADQUIRA OS LIVROS NA AMAZON:

9 comentários:

  1. Está aí uma história que eu gosto bastante, mas só conhecia por filme, que aliás, é legalzinho. O livro mesmo, eu li só o primeiro volume e tem um bom tempo. Lembro que baixei a trilogia toda, mas sempre deixo para depois os dois volumes seguintes, talvez pelo fato do final de Coração de tinta ser fechadinho e eu não via necessidade de ter continuação, pois sempre pensei nas dúvidas que ele deixa, como uma espécie de final aberto. Mas depois de sua resenha, acho que vou reler o primeiro volume e dar uma chance aos demais.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  2. Oi! Li uma outra série desta autora e achei fascinante o mundo de fantasia criado por ela. Mundo de Tinta eu vi apenas o filme, mas ainda quero ler os livros. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bem?
    Recentemente eu li 'Coração de tinta' e adorei a proposta da obra. Essa foi a primeira resenha que li sobre o segundo Meggie), eu estou bem curiosa para embarcar nessa história...

    Beijão
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Ley, tudo bem? Eu preciso começar essa série, me lembro do filme e acho o universo sensacional, fico feliz que tenha sido uma boa leitura!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia esse livro/série, mas achei bem legal, a forma como a autora "insere" o leitor no livro, de estar por trás dos bastidores!

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  6. Eu tinha essa série mas acabei passando pra frente, acredita? Mas vira e mexe bate a vontade de ler.
    Gostei desse lance de "bastidores" da história
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Sempre fico de conhecer essa série, parece uma fantasia que me encantaria.
    Nem a adaptação do primeiro vi ainda haha

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  8. Oi, Leyanne como vai? Me parece uma obra incrível não é mesmo. Fiquei tentado a lê-lo, pois gosto do gênero e certamente a leitura me agradará. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá, Leyanne.
    Eu só assisti ao filme do primeiro livro que gostei bastante. Mas como sei que os filmes sempre deixam a desejar se comparados com os livros assim que der quero ler a trilogia. Que ruim que passou um pouco de raiva nesse, mas espero que o ultimo arrase.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]