resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] Trilogia Subversivo: Conversivo [livro #3]


Olá Leitores!

Páginas: 570 | Autora: Gabriela Garrido | Ano: 2020 | Gênero: Suspense, Romance

(Pode conter spoilers dos volumes anteriores.)

Imagine uma pessoa ansiosa para finalizar uma trilogia que acompanha desde o início. Essa sou eu. Desde o primeiro volume da trilogia Subversivo - que são livros nacionais - estou acompanhando e sedenta para esse desfecho. Tive o prazer de surtar em primeira mão neste último volume. Fui leitora Beta da autora (muito orgulhosa por isso), e já estou com saudades desse universo.

A quantidade de surtos que esse livro me proporcionou foram tantos que somente a autora pôde suportar. Quem já leu os livros e já é familiarizado com a escrita dele, sabe bem o que estou dizendo. São livros cheios de traição, tragédias, sangue, assassinatos, e planos dando errado.

Dimitri e Victória continuam narrando neste volume, mas também temos o acréscimo de Boris, o antagonista de boa parte da história. Sou um caso nítido de uma leitora que no início de tudo odiava Boris e que no fim acabou amando-o.

A autora criou um antagonista perfeito. Primeiro acompanhamos sua trajetória como um possível vilão para os protagonistas, e sua evolução durante os livros foi uma das mais incríveis. Não é uma mudança de lado que o qualifica como um personagem bom. Os motivos para ele fazer o que faz, suas escolhas e seu modo de agir são de um ser humano que tem cicatrizes acumuladas e sofre por elas.

No princípio não entendemos bem isso, mas com o tempo, o desenvolvimento é tão grande que passamos a gostar dele e entendê-lo mais. Dimitri, o protagonista, continua sonso em alguns momentos e entendo perfeitamente que esta conduta vem de sua natureza em querer fazer o "bem".


Mais um personagem que chama atenção é Victória, sua evolução sempre foi ótima em todos os volumes e neste em especial, é perfeita. No livro, que começa tranquilo, os personagens novamente estão sujeitos a grande ameaça que é a Volk. Surgem novas ameaças que farão com quem eles tenham novamente que proteger suas vidas.

O livro e todas as situações tensas dele nos deixam profundamente angustiados. É de se imaginar que depois de tantos obstáculos, os personagens finalmente teriam paz, mas ainda tem muita coisa para acontecer. Claro que tive que ser feita de boba pela autora ao descobrir traições que eu jamais imaginaria, e tramas enredadas que me fizeram surtar de agonia.

A história dos personagens ao longo dos livros nos faz perceber a magnitude de tudo, houveram tantos acontecimentos que nenhum deles escapou ileso. Há cicatrizes profundas em suas almas e o legal é acompanhar essa recuperação, mesmo que seja debaixo de tragédias.

Posso resumir o livro em uma frase típica usada pela autora: o parquinho pegou fogo. Essa frase nunca fez tanto sentido como nesta trilogia. Você inicia ela com o coração tranquilo e termina sem saber onde ele foi parar.

Um acréscimo ótimo neste volume, é a presença de um mapa do universo de Subversivo. Ele mostra o que só podíamos imaginar nos outros volumes, os lugares, posição, etc. Como sou apaixonada por mapas, esse foi um acréscimo incrível.

A obra foi uma despedida que eu sabia que viria mas não queria admitir que acabou. Uma conclusão linda, da qual me emocionei muito e também é especial para mim. Além da trilogia, os fãs podem ser agraciados pelos contos que a autora escreveu sobre alguns personagens. São extras que não influenciam a história, mas são um ótimo complemento para elas. E também são ótimos para matar a saudade da história.


ADQUIRA OS LIVROS NA AMAZON:

4 comentários:

  1. Oi, Leyanne tudo bem? Puxa fiquei encantado com a sua resenha. Eu não li os livros da autora, tenho curiosidade de lê-los. Esta trilogia me parece imperdível não é mesmo! Abraço.


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Despedidas são sempre tristes, mas o bom é saber que a série nos envolveu de forma muito boa durante a trajetória :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Parece ser um livro interessante. Parabéns pela resenha.

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  4. Amei tanto sua resenha, Ley! Sempre caprichosa e expressiva. Obrigada por ler a trilogia <3

    ResponderExcluir

3 motivos para ler

[3 motivos][stack]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]