[RESENHA] Minha Vida Fora Dos Trilhos

27 de julho de 2019

Olá Leitores!

Páginas: 320 |Editora: DarksideBooks |Autor: Clare Vanderpool | Ano: 2017

Essa é uma história para viajar e se emocionar, mais um sucesso Dark Love para mim guardar com carinho. Narrado em primeira pessoa, o livro conta a história de Abilene, uma menina de apenas 12 anos. Seu pai a pôs num trem para que fosse passar o verão na antiga cidade que morava. O motivo de seu pai fazer isso é vaga, mas desde o início desconfiei que poderia ser graças à pouca condição que tinham.


Abilene chega em Manifest e se hospeda onde seu pai anos atrás também morava. Ela conhece pessoas que também conheciam seu pai, mas sente uma distância enorme da ideia dele. Abilene então tenta achar vestígios de que seu pai viveu ali, pergunta para moradores sobre ele, mas tudo o que dizem é vago também. Até que no quarto em que está se hospedando e que desconfia que seu pai também se hospedou, ela encontra várias cartas trocadas entre dois amigos e outros objetos avulsos.

É aqui que a personagem principal corre atrás para saber mais sobre o que encontrou. Acompanhamos sua relação com as pessoas de Manifest, o anseio para descobrir quem seu pai era. Ela conhece uma suposta vidente que irá lhe contar a história desses dois amigos que estão nas cartas que encontrou. Ali surgem várias suposições de quem eles são, e juntos com Abilene, formamos várias teorias sobre a história deles.

O livro se passa em 1936, mas após Abilene conhecer a vidente que lhe conta a história sobre os garotos das cartas, o livro passa a narrar os acontecimentos entre 1917 e 1918. As histórias começam a intercalar entre esses anos e em algum momento eu estava mais ávida para saber o que aconteceu com os garotos do que com a história original.

A trama é retratada bem na época da primeira guerra mundial, quando os EUA enchem de imigrantes e Manifest é uma cidade de imigrantes. Então pelos olhos de uma criança, é possível notar as consequências de uma guerra, como isso afetou os moradores de Manifest. O livro todo é uma correria para Abilene descobrir as raízes de seu pai e como ele se encaixa em Manifest.

Me emocionei quando cheguei as últimas páginas, consegui sentir o mínimo peso do que poderia ser viver em uma época de guerra. Até mesmo ser afetado indiretamente causa marcas profundas, e essa história é uma lição linda para aprender.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.