Carry On

9 de junho de 2019

Olá Leitores!

Páginas: 448 |Editora: Novo Século |Autora: Rainbow Rowell |Ano: 2016

De vez em quando a gente topa com histórias que ficam grudadas em nós mesmo depois de muito tempo finalizadas. Faz alguns dias que li Carry On, era um livro que eu estava querendo ler a mais de um ano. Eu tinha topado com ele quando estava pesquisando sobre livros de fantasia LGBT. Vi resenhas falando muito bem dele e queria muito ler. Eu enfim consegui ler ele e terminei ele tão rápido que a historia ainda está me rondando.

Ele conta a história de um órfão chamado Simon Snow, ele foi chamado para fazer parte de uma escola de magia logo após apresentar dons mágicos. A princípio a história parece bastante familiar não é? Notei muito de Harry Potter no livro. Simon também é destinado a grandes feitos e há uma profecia para ele, como também um poderoso vilão a quem derrotar. Simon possui uma melhor amiga inteligente, mas também possui um arqui inimigo que também é seu colega de quarto, e suspeito de ser um vampiro.

"Acho que no fim das contas todo mundo é inflamável - mas vampiros são como trapos encharcados de gasolina. Somos algodão-pólvora." 
Simon está no seu último ano e as brigas que tem com seu colega de quarto Baz ocorrem desde que entrou na escola anos antes. Nesse último ano, um acaso faz com que eles se aproximem. Baz já era apaixonado por Simon em segredo, mas com a proximidade de ambos e o fim das brigas entre eles, faz com que esse sentimento seja mútuo.

"Dividir o quarto com a pessoa que você mais deseja é como dividir o quarto com um incêndio."
Todos os personagens passam por aventuras no decorrer do livro e o desfecho foi incrível. Eu já suspeitava do rumo que o livro iria ter, mas ter minhas suspeitas atendidas foi muito gratificante! Parece um livro clichê, e de fato é em alguns momentos, mas a quebra do clichê também existe ali.

"Estou apaixonado por ele. E ele gosta mais disso do que de lutar."
Toda a composição fez com que os personagens tivessem um romance adolescente, cheio de dúvidas, brigas e aceitação, dentro de um livro de fantasia. E na verdade, Carry On é um spin off do livro Fangirl, da mesma autora. Eu não li Fangirl, mas se quiser ler somente Carry On, não tem problema. São histórias distintas que podem ser lidas independentemente de terem lido a outra.

O livro tirou meu sono. A sensação que ele nos dá de uma história completa é muito gostosa. Foi com certeza um dos melhores do gênero que já li, e uma continuação está por vir.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.