resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] A Bilbioteca Invisível [livro #1]


Olá, leitores!

Páginas: 368 | Autora: Genevieve Cogman | Editora: Morro Branco | Ano: 2016 | Gênero: Fantasia | Tradução: Regiane Winarski | Classificação indicativa: +14

Já imaginou ser um agente secreto de uma Biblioteca que está entre mundos, e que guarda inúmeros livros raros, com o poder de estabilizar e alterar realidades? A proposta de A Biblioteca Invisível é justamente essa, tendo Irene, uma serva da Biblioteca, como protagonista.

Ao retornar de uma missão cheia de ação, Irene é designada para uma próxima, tendo um aprendiz escalado para lhe acompanhar. Nessa primeira apresentação, temos uma visão da magnitude da Biblioteca, assim como o papel de Irene. A missão é destacada para um mundo alternativo em que há tanto criaturas mágicas quanto ficção científica, e se assemelha bastante com uma Londres na Era Vitoriana.

O resgate que os protaginistas terão que fazer é de um livro, este sendo um dos centros da história, mas ela também engloba diversos pontos que se destacam como igualmente importantes para que a conheçamos melhor. A protagonista é formidável, me conquistando pela sua personalidade forte, tendo escolhas práticas e cortando a parte da enrolação.

Seu assistente, Kai, tem uma importância tão grande quanto a protagonista, mas a narração não o acompanha. É evidente como ele carrega mistérios sobre si mesmo, de modo que esse volume inicial entrega uma apresentação perfeita que prepara bem o leitor para as próximas aventuras.


O ciclo de personagens principais se fecha quando Irene e Kai conhecem Vale, que por acaso tem uma personalidade bastante parecida com Sherlock Holmes, e que mora na Londres designada para a missão. A ideia é que o trabalho de Irene seja secreto, carregando mais e mais surpresas sobre a misteriosa Biblioteca.

Ficção científica e fantasia andam juntas na história, uma característica perfeita  para quem gosta dos gêneros ou tem curiosidade para ler algo assim. Também é uma história perfeitamente indicada para quem quer iniciar a ler fantasia. Os termos não são complicados, a aventura é certa e há uma forma sutil de conhecer a magnitude de tantos universos juntos.

A questão do multiverso é tratada também de forma mais simples, mesclando-se à fantasia, de forma cativante. E um dos motivos, além dos que já mencionei, da leitura ter sido tão proveitosa para mim, foi me identificar com o amor da personagem por livros, e o centro da história ter exatamente a busca por um livro como principal objetivo. Há referências literárias a todo vapor, uma Biblioteca misteriosa, espiões, aventura e mais temas relacionados à literatura.

Ela era uma Bibliotecária. Era parte do serviço. E não desejava grandes segredos de necromancia, nem nenhum outro tipo de magia. Só queria, como sempre quisera, um bom livro para ler. Ser caçada por cães infernais e explodir coisas eram partes comparativamente sem importância do seu trabalho. Obter os livros, ah, isso sim era o que realmente a interessava.

Ler esse livro foi como encontrar um lugar confortável para descansar. Não senti que a história fosse enfadonha, pelo contrário, fui me empolgando a cada novo capítulo. A leitura também reserva uma dose de tensão romântica entre os personagens, o que é muito gostoso de acompanhar. Kai é extremamente direto quanto às suas intenções com Irene, mas ao contrário dele, a protagonista não aceita suas terceiras intenções.

Esses momentos são hilários, pelo modo descarado de Kai, mas também desesperador porque é possível perceber que a autora vai demorar a desenrolar esse casal (supondo que seja um casal, há muitos livros pela frente e muita coisa para acontecer).

De todo modo, A Biblioteca Invisível me conquistou por diversos motivos e adorei o livro do início ao fim. É fácil avançar na leitura e todos os pontos que citei podem ser atrativos para quem também os adora. A história tem um final relativamente fechado, com o acontecimento principal encerrado por aqui, mas com a deixa de que há muitas aventuras por vir, e com certeza eu não perderia elas por nada.

OBS.: Aconteceu algo com meu primeiro volume, o título simplesmente começou a sumir. Achei uma bela irônia pelo nome do livro, mas fiquei bem chocada quando minhas mãos começavam a brilhar na hora que eu tocava nele. Bem, não aconteceu com todos os exemplares que vi por aí, e nem com os demais livros da série, ainda bem.

ADQUIRA OS LIVROS NA AMAZON:

8 comentários:

  1. Oi Leyanne, tudo bem?
    Menina do céu, juro que ia elogiar a capa por esses detalhes "desgastados", fiquei chocada ao ler que não são assim originalmente. :O Que vacilo! Mas que bom que a história, que é o mais importante, agradou.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  2. Oii Leyanne, sou apaixonada por essa capa, ainda não tive oportunidade de ler, mas quero muito.
    Bjs
    https://deliriosdeumaliteraria.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, ótima resenha, conseguiste despertar todo o interesse pelo livro :D Bjs https://botecodasletras2.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Leyanne.
    Esa série está na minha lista faz tempo. Mas estou esperando uma promoção que nunca vem hehe. Eu tenho nervoso quando vejo que os títulos são dourados porque sempre somem quando estou lendo.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Eu já vi esse livro por aí, mas ainda não pesquisei nem o preço, haha. E gente, eu ia falar da capa genial, mas pelo visto é um "defeito" do livro, que veio bem a calhar, ficando invisível mesmo, =s. Eu gostei bastante da premissa, espero que minha edição não venha soltando tinta assim.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  6. Oi Leyanne,
    Odeio quando o título vai apagando, até que neste título até fica algo 'interessante' por conta do título, rs. Igual o Addie La Rue, rs.
    E ainda não li essa obra, mas gosto bastante quando as histórias tem outros livros, biblioetecas e afins. Adoro ver personagens leitores assim como a gente!
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Leyanne. Como vai? Parece interessante. Fiquei curioso. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi
    que bom que a história do livro te conquistou, parece ser realmente uma boa leitura.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

Motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

Lançamentos

[Lançamento][grids]