resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] Lendários [livro #1]


Olá, leitores!

Páginas: 592 | Autora: Tracy Deon | Editora: Intrínseca | Ano: 2021 | Gênero: Fantasia, Young Adult | Tradução: Jim Anotsu | Classificação indicativa: +14

Mas quando seu mundo inteiro está desmoronando, um pouquinho de magia não é... nada.

Bree sempre teve o sonho de estudar na universidade que sua mãe frequentou e quando enfim consegue entrar para um programa preparatório na faculdade, sua mãe e ela têm uma discussão feia. A mãe de Bree não quer aceitar a inscrição da filha, mesmo que seja um sonho para ela. As duas continuam brigadas e uma tragédia acontece: a mãe de Bree morre em um acidente de carro e Bree não consegue aceitar a perda, principalmente pela relação entre elas ter ficado mal resolvida.

As primeiras páginas dessa leitura são exatamente assim, intensas. A perda da protagonista possui um peso enorme sobre ela, de modo que mesmo com o passar do tempo, o luto continua latente. Quando Bree e sua amiga finalmente chegam à universidade para o programa, a protagonista vivencia algumas ocorrências estranhas logo em seu primeiro dia.

Ela flagra dois estudantes em uma batalha com algo inusitado, e presencia elementos ainda mais bizarros vindo dos estudantes. Bree fica obcecada para entender o que viu e logo relaciona a situação com algo que aconteceu quando soube da morte de sua mãe. A dúvida se os dois acontecimentos estão conectados perdura para ela, que fica ainda mais tentada a investigar.

Conforme o dia passa, outras ocorrências mais estranhas acontecem com a personagem, e algumas pessoas consideram seu comportamento estranho resultado do luto. Logo Bree conhece melhor os responsáveis do que presenciou e fica ainda mais próxima dos acontecimentos.

Bree tem uma força de vontade impressionante. A personagem insiste naquilo que quer e agarra com força seus objetivos. Os primeiros dias para ela na faculdade não são fáceis. Eles são permeados de estranheza, que a princípio poderiam muito bem ser frutos do seu próprio desespero, mas as coisas se tornam tão curiosas que não tem como ignorar. Ela descobre que há pessoas que guardam segredos dentro da universidade e se infiltra nessa ordem para descobrir como tudo isso se conecta com a morte de sua mãe.

Sua obsessão pode ser ligada ao seu próprio luto, entre vários outros sentimentos que a personagem sente desde que sua mãe se foi. O que mais é possível perceber, é o frequente sentimento de reparação. Bree se concentra tanto em encontrar respostas enquanto ainda pensa repetidamente sobre as palavras que falou para a mãe antes de sua morte. Culpa e solidão são bastante presentes em seus pensamentos.

Com o desenrolar da história, o livro passa de uma história Young Adult, adquirindo traços de fantasia logo que mais descobertas aparecem. É surpreendente como tudo acontece em poucos dias e Bree fica tão envolvida quanto o leitor para descobrirem mais. Adentrar no cerne da história foi mais difícil para mim no início porque muitas coisas não fizeram sentido e me senti deslocada no meio de tantas terminologias.

No entanto, com certeza tive um foco melhor enquanto continuei lendo. O livro vai ficando mais interessante a cada página, como um certo desafio que precisamos desvendar. Dentre os assuntos abordados, a autora explora a lenda do Rei Arthur e seus cavaleiros, mesclando assim magia, linhagens e  legados difíceis de se separar. Aprender sobre a hierarquia que é apresentada é uma tarefa que aos poucos consegui me situar, mas tudo envolve uma questão de atenção.

Bree também tem um interesse amoroso fácil de se apegar e me surpreendi com a leveza da relação entre eles. Dentre os personagens citados, a autora dispôs de excelentes desenvolvimentos. A fantasia tem momentos críticos e revelações ótimas. Também tem personagens de caráter duvidoso para se apegar e se perguntar se está realmente certo gostar dele.

Comecei esse livro verdadeiramente perdida, mas terminei a leitura ávida para saber mais da história. Lendários possui uma escrita impecável, e senti tensão em diversos momentos. Ainda que seja uma fantasia, é bom encontrar uma história que retrata temas atuais como racismo, desigualdade, e também representatividade racial e LGBTQ+.

O livro é relativamente grande, mas eu não me importaria de passar mais de meus dias lendo essa história. Ela me fez refletir, entender os personagens e despertar minha curiosidade sobre o Rei Arthur.



ADQUIRA SEU EXEMPLAR NA AMAZON:

3 comentários:

  1. Olá!

    Fiquei super interessado por causa de o livro fazer menção à Lenda do Rei Arthur e também pela tradução ter sido de Jim Anotsu, um escritor do qual eu sou fã.

    Abraço,
    www.oguardiaodehistorias.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Ley! O que me chamou atenção neste livro desde que li uma outra resenha, foi a questão de misturar fantasia como temas atuais. Eu só não tinha visto que é um livro tão grande, mas se a história for boa, tenho certeza que nem vemos as páginas passando. Quero muito ler. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Oi, Leyanne. Tudo bem? Parece um livro incrível. Fiquei tentado a lê-lo. Abraço!



    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]