resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] Psicopata Americano


Olá, leitores!


Páginas: 432 | Autores: Bret Easton Ellis | Editora: DarksideBooks | Ano: 2020 | Gênero: Ficção, Romance Policial | Tradução: Paulo Raviere | Classificação indicativa: +18


Admito que um dos principais motivos de eu ter ficado com vontade de ler o livro foi por causa do filme de mesmo nome que gosto muito. É um filme "pesado" então fiquei bem curiosa pela leitura esperando por algo similar, mas o livro consegue ser ainda mais brutal que o filme. Claro, a história por si já é assustadora, afinal, o protagonista é realista demais.


Patrick Bateman é um homem rico que, com o exterior atraente, consegue enganar ao causar uma boa primeira impressão já que é um cara narcisista, extremamente consumista, misógino e dono de uma personalidade desagradável, que enxerga tudo baseado no valor monetário.


O protagonista é um cara superficial que baseia tudo em sua vida em aparência, poder e dinheiro, extremamente capitalista. Por conta disso, várias páginas do livro são dedicadas a ele narrando seus exercícios físicos e descrevendo produtos e marcas, ou como ele é melhor por ter um corpo mais atraente e conseguir levar muitas mulheres para a cama. Mas a leitura não se limita apenas a isso, já que quando vamos chegando na metade da obra, Patrick finalmente cede aos instintos.


Isso é verdade: o mundo está melhor sem algumas pessoas. Nossas vidas não estão todas Interconectadas. Essa teoria é uma besteira. Algumas pessoas realmente não precisam estar aqui.


Ler a obra é como estar dentro da mente de Patrick, então é um caos materialista e violento em diversos sentidos. Acredito que ver o mundo sob os seus olhos seja uma forma no mínimo interessante mas é também incômoda já que o texto pode ser confuso e cansativo em vários momentos, com poucos parágrafos e pontos finais ou terminando capítulos no meio de uma frase. É uma escrita tão perturbada quanto o protagonista.



Durante a leitura, Patrick transita entre ser um cara sádico, louco e insano e em ser um cara apático. Os momentos de violência, em alguns momentos beiram ao exagero e são realmente pesados e um pouco gore, acho que quem não está acostumado com isso pode não gostar.


Minha dor é constante e aguda e não quero um mundo melhor para ninguém. Na verdade, quero infligir minha dor aos outros. Não quero que ninguém escape.


Já deve ter ficado óbvio, mas vou dizer que é um livro repleto de gatilhos. Tem racismo, misoginia, sadismo, homofobia, sexismo, violência extrema e por aí vai. O leitor termina a leitura com um aperto no peito já que sabemos bem que muitos Patricks vivem entre nós. Se não tem estômago para o livro, indico o filme que é um pouco mais leve mas ainda sim é bem violento.


As partes extremamente descritivas do livro me cansaram bastante durante a leitura. Sei que eram necessárias para descaracterizar o personagem e mostrar sua superficialidade, mas não deixaram de ser cansativas. Porém acho que, no geral, elas funcionam no seu propósito, o mesmo vale para a quantidade de gore da obra.


Foi mais um livro de psicopata que me deixou chocada e perturbada durante a leitura mas que valeu a pena no final, já que terminei o livro precisando respirar fundo.


ADQUIRA SEU EXEMPLAR NA AMAZON:

10 comentários:

  1. Caramba, uma história um tanto pesada com certeza, principalmente pelos gatilhos.
    Não sei se leria, pois não faz muito meu estilo.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Uau. A história parece ser bem pesada,não é? Já anotei aqui.
    Beijos!
    https://deliriosdeumaliteraria.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  3. Não assisti o filme por ser exageradamente violento e se o livro é pior, prefiro não ler. Gosto dessa temática, mas não com tanta violência.

    Beijos/Kisses.



    Anete Oliveira

    Blog Coisitas e Coisinhas

    Fanpage

    Instagram

    ResponderExcluir
  4. Oi, Leyanne! Tudo bom?
    Eu não esperavada nada desse livro e acabei curtindo demais a leitura como o horror psicológico/absurdo que ela se propõe a fazer. E o final é um plot twist MUITO interessante. Eu gostei também que o filme é uma das melhores adaptações que já vi, idêntico em tudo.
    É um livro pesadíssimo, mas acho interessante pra discutir esses pontos e como você mencionou, os Patricks que temos entre nós.

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Que resenha! Você foi bastante clara a respeito do que o leitor pode encontrar ao ler esse livro. Confesso que não conseguiria ler porque parece muito pesado e eu não tenho estômago D:
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Uau, são temas bem importantes e pesados. Apesar de que faz meu gênero para ler, mas atualmente estou em busca de leituras mais leves, sabe?
    Gostei da resenha.
    bjs www.diadebrilho.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, Leyanne.
    Eu conheço o nome, mas nunca assisti o filme. E o livro me pareceu ser muito pesado. Até gosto, mas não nesse momento que estou fugindo de livros assim hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Larissa. Como vai? Obras psicopatas costumam perturbar bastante o leitor não habituado não é mesmo? Adorei a resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá...
    Adorei conferir sua resenha, mas, acho que esse é um livro que não leria. Acho que não estou num momento pra ler livros pesados assim.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]