resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] A Maldição do Mar


Olá, leitores!


Páginas: 320 | Autora: Shea Ernshaw | Editora: Galera Record | Ano: 2021 | Gênero: Romance, Fantasia, Young Adult | Tradução: Octavia Alves | Classificação indicativa: +14

A Maldição do Mar tem uma capa chamativa, que transmite muito bem o mistério que podemos encontrar durante a leitura. A história se passa em Sparrow, uma cidadezinha que foi palco de uma história macabra há alguns séculos atrás: três irmãs acusadas de bruxaria foram condenadas à morte e jogadas ao mar. Desde então, há uma lenda de que suas almas voltam anualmente para possuir garotas e reivindicar garotos afogando-os, fazendo assim a vingança pelo que fizeram à elas.


Em um lugar como Sparrow, os boatos se espalhavam com rapidez, como catapora ou cólera, confundindo mentes, se enraizando na alma da cidade, até que não houvesse como discernir verdade de especulação.

Um dos motivos da sentença de morte das irmãs Swan, é pela liberdade que tinham, e pelo contexto da época, onde qualquer atitude diferente de uma mulher podia indicar bruxaria. As três irmãs eram conhecidas por instigar homens a se atraírem por elas, logo, o motivo dessa atração foi atribuído às irmãs e não aos homens que tinham tais sentimentos.


O cenário da cidade é sombrio, com certa melancolia, e a narrativa da história é rápida. Embora a lenda das três irmãs dê ao livro uma áurea mais soturna, a protagonista é Penny Talbot, uma adolescente que sabe muito bem o que está chegando na cidade: uma onda de turistas está para chegar por conta da temporada das irmãs Swan. Fica subentendido que a lenda pode ser ou não verdadeira, mas como temos a perspectiva de Penny, que crê no acontecimento próximo, surge um mistério crescente acerca disso.


Logo após o início da história, um forasteiro chega na cidade repentinamente, cercado de mistérios e prendendo a atenção de Penny. Os dois se aproximam conforme a história avança, e interagem mais conforme isso acontece. O que estreita ainda mais a relação de ambos, é um breve acontecimento que marca o início da temporada Swan.


A autora tem uma escrita rápida, prendendo fácil a atenção de seus leitores. Enquanto a narrativa de Penny é em primeira pessoa, mescla-se com ela pequenos vislumbres, em terceira pessoa, de séculos atrás, contando mais sobre a passagem das irmãs Swan na cidade. Assim, o livro tem um mistério interessante, crescente, deixando um aspecto sombrio ainda maior nas páginas. O livro tem personagens adolescentes, mas a trama tem pontos centrais que são mais trágicos.



A magia nem sempre nasce de palavras, de caldeirões fervendo com especiarias ou gatos pretos espreitando por becos sombrios. Algumas maldições se manifestam através do desejo ou da injustiça.

A maldição vinda do mar propriamente dita é um mistério que não é tão discutido, estreitando essa informação para as verdadeiras razões das irmãs terem sido mortas, e como resultado, se elas estão ou não se vingando. O leitor tem um enigma a resolver, que se trata em acreditar ou não na existência da irmã, e se essa crença for real, quem essas almas irão possuir durante a temporada.

Como Penny tem um amplo entendimento do assunto, essa incógnita pode ser resolvida rapidamente com a quantidade de fatos apresentados ao longo da história. O romance inicial é intenso e rápido, portanto algumas informações podem ficar nebulosas pelo vasto direcionamento da narrativa.


Entre o romance e mistério expostos, o que mais me cativou foi toda a imensidão de elementos desconhecidos que podemos compreender aos poucos. Foi um desafio tentar entender melhor as motivações dos personagens, e o motivo para tais atitudes. Quanto ao romance, ele acontece rápido, mas apesar disso, não senti muita empolgação a respeito dele. É como se todos os motivos para que ele acontecesse não fizessem jus a todas as ocorrências, enquanto o mistério sim teve um bom desenvolvimento.


Ao que parece, o amor é o pior tipo de loucura.

Os personagens têm motivações que pesam muito mais quando entendemos melhor o passado deles. A leitura fala sobre vingança, com uma fantasia mesclada em uma ficção histórica que remete um tempo em que a mulher era facilmente julgada por qualquer ação meramente suspeita. O livro também tem um grande impasse que vai ganhando uma proporção maior na medida que o leitor finaliza a leitura. Mostra-se então que nada é tão fácil de ser resolvido, assim algumas questões precisam de escolhas e sacrifícios.


As ações finais da história foram diferentes do que eu esperava, entretanto foram as cenas que mais me surpreenderam pela grandiosidade das escolhas feitas. Quanto às motivações por trás de tudo isso, nem todas me convenceram, porque grande parte delas remete ao romance. Outra questão intrigante, é a ausência dos pais dos jovens que protagonizam a história. Nem todos podem se fazer presentes devido às circunstâncias de cada um, mas dificilmente há um adulto por perto dos personagens mediante ao perigo de um deles ser possuído enquanto outros podem ser mortos.


Por ter alguns trechos soturnos, a leitura adquire um clima sombrio permanente e crescente. Tem menções a suicídio, assim como outras ações perigosas. A história me deixou reflexiva, e se trata de uma fantasia juvenil para quem gosta de romance, tal como finais surpreendentes, além de ser uma leitura extremamente rápida.



ADQUIRA SEU EXEMPLAR NA AMAZON:

6 comentários:

  1. Adoro quando as histórias surpreendem no final. Não conheço ainda essa narrativa mas tenho muita curiosidade :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    A premissa chamou minha atenção, parece interessante e amei a capa, mas uma pena os pontos fracos.
    E né, divulgaram bastante, meio impossível não querer ler. haha

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  3. Olá, Leyanne.
    Eu fiquei interessada nesse livro quando lançou. Mas dai fui lendo as resenhas e minha empolgação com ele desapareceu. Acho que não é um livro que vá me agradar.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Leyanne! Eu li logo que lançou e esperava uma história de bruxas, mas na verdade as ditas bruxas, na minha opinião, são passavam de assombrações. A história é legal, mas eu fiquei meio frustrada por não achar o que eu estava em busca. Ficou na nota 3 também. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Oi, Leyanne! Tudo bom?
    A Bibs leu esse antes de sair por aqui e eu meio que perdi aquela hype porque ela comentou uns pontos fracos que bateram com os que você pontuou. Algum dia eu leio, mas não é prioridade!

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Leyanne! Como vai? Que pena que este livro não tenha lhe conquistado por completo. Adorei sua resenha. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]