resenhas

[Resenhas][slideshow]

Os 5 livros mais grifados da minha estante


Olá, leitores!

Desde que comecei a marcar trechos de livros, não parei mais. Com isso, alguns livros eu tenho um carinho mais especial porque a leitura me marcou, então neles, houveram ainda mais marcações. Gosto de grifar aquilo que me faz rir, tem referências ou frases marcantes. Então há leituras que ao passar pelas páginas é fácil ver um grifo meu ali. Também é ótimo para quando quero reler, porque logo me dá saudades da leitura.

Trouxe alguns livros que mais grifei e fiquei realmente surpresa com o resultado. Alguns eu não lembrava que havia marcado tantas coisas, e amei reler algumas delas. Aproveito para destacar alguns dos meus trechos favoritos dessas obras:

ME CHAME PELO SEU NOME

Ter esse livro como um dos mais grifados por mim não foi nenhuma surpresa porque a leitura me surpreendeu desde o primeiro contato. Eu amo a forma poética como o autor desenvolve a história (surpreendentemente quase não leio livros com linguagem poética). O romance também me deixou totalmente presa na história e grifei desde pequenas interações até frases que carrego na memória até hoje. Algumas das que mais gosto são:

[...] como um júri que ouviu provas inadmissíveis antes que fossem excluídas dos autos pelo juiz, de repente vi que nosso tempo era emprestado, que o tempo é sempre emprestado, e que a agência de crédito cobra a dívida exatamente quando estamos menos preparados para pagá-la e precisamos pegar mais emprestado. 

Arrancamos tanto de nós mesmos para nos curarmos das coisas mais rápido do que deveríamos, que declaramos falência antes mesmo dos trinta e temos menos a oferecer a cada vez que iniciamos algo novo com alguém.

Como você vive sua vida é problema seu. Mas lembre-se, nossos corações e nossos corpos nos são dados apenas uma vez. A maioria de nós teima em viver como se tivesse duas vidas, uma é a maquete, a outra a versão final, e todas as versões entre elas. Mas a vida é só uma, e antes que você se dê conta, seu coração se cansa e, quanto ao seu corpo, chega um momento em que ninguém mais olha para ele, muito menos quer chegar perto dele.[...]

SENHOR DAS SOMBRAS

Esse é o segundo volume da trilogia Os Artifícios das Trevas e sempre achei esse volume mais intenso. O final dele também foi surpreendente, sendo assim talvez o melhor volume da trilogia, para mim. Como ocorre com frequência nos livros da autora, grifo bastante, e dessa vez foi uma surpresa saber que esse foi um dos livros mais grifados. Não tinha ideia que eu havia marcado tanto, e alguns dos meus trechos favoritos são:

[...] Isso é amor, filho dos espinhos. Nós recebemos os golpes mais cruéis e quando sangramos por causa deles, murmuramos nossos agradecimentos.

[...] Ele queria matar qualquer um que tentasse machucar Ty. Era um sentimento muito peculiar.

Mas não, não poderia fazer isso. Não havia como separar Jules e Emma gentilmente. A mera ação de separá-los era como um ato de violência, um rasgo no tecido do mundo.

REINO DE CINZAS

Como eu poderia ler esse livro sem que algum trecho tenha me marcado também? Como é uma das minhas séries de fantasia favoritas, acabei destacando muitos trechos que me emocionaram no fim dessa jornada. Alguns deles foram:

Era uma vez, em uma terra há muito queimada até virar cinzas, uma jovem princesa que amava seu reino...

Você não se rende. [...] Ela não se renderia àquilo. Ao que fora feito. Ao que restava.

A morte havia sido sua maldição e seu dom e sua amiga durante aqueles longos anos.[...]

CORAÇÃO DE TINTA

Acho que grifar tanto esse livro foi inevitável. Me identifiquei tanto com os personagens por serem leitores, que ri e me emocionei na mesma medida. Houve uma personagem, chamada Elinor, em especial que me cativou, e a maioria de suas falas parecia algo que eu também falaria. Os trechos que mais gostei da leitura foram:

Sim, Elinor é muito rica - disse Mo, puxando Meggie de volta. - Mas a qualquer hora dessas vai acabar sem um tostão furado, pois gasta todo o dinheiro que tem com livros. Receio que ela não hesitaria em vender a alma para o diabo, se ele oferecesse o livro certo em troca.

[...] Guarde bem um conselho: nunca arrume uma paixão para a qual o seu dinheiro não é o suficiente. Ela corrói o seu coração como uma traça. Veja este livro aqui, por exemplo!

Afinal de contas, nada como algumas páginas para nos consolar quando estamos fora de casa, você não acha?

MEDO CLÁSSICO: EDGAR ALLAN POE VOL 1

Essa obra foi meu primeiro contato com a escrita de Poe, atualmente meu escritor de clássicos favorito. O livro me abriu os olhos e me perguntei como não havia lido nada do autor antes. Gostei principalmente dos contos com o detetive Dupin, mas os demais foram igualmente incríveis. Alguns trechos que destaquei foram:

As coincidências, em geral, são grandes empecilhos no caminho daquele gênero de pensadores que foram educados para desconhecer a teoria das probabilidades - teoria para qual os objetos mais gloriosos da pesquisa humana devem suas mais célebres ilustrações.

Já observei que é em virtude de proeminências que evadem o campo do ordinário que a razão tateia seu caminho em busca da verdade e que a pergunta apropriada em casos assim não é "o que aconteceu?" e,  sim, "o que aconteceu, mas nunca aconteceu antes?".


A história do conhecimento humano mostra continuamente que devemos aos conhecimentos colaterais, incidentais ou acidentais, as descobertas mais numerosas e valiosas [...]. 



E você, tem também gosta de marcar trechos de livros? Quais seus livros mais marcados da estante? Já leu ou conhece os que mencionei?





4 comentários:

  1. Oi Leyanne,
    Não tenho tanto costume de marcar com post it, porque eu esqueço! kkkkkkkk
    Mas 'Reino de Cinzas' é um livrão que merece mesmo muuuuuuuuitas marcações.
    O último livro que quis 'pintar de canetinha' de tão lindo que foi, foi 'Castelo de Sombras' da MS Fayes.
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Leyanne.
    Adoro ver os livros de quem marca com post-it, fica lindo hehe. Mas eu particularmente não tenho esse hábito. Reino de Cinzas mesmo, tinha tanta coisa que me marcava na hora da leitura, mas não marquei nada hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi Leyanne! Tenho livros cheios de Post-its na estante e é gostoso pegar de vez em quando e relembrar certas passagens. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Olá Leyanne,
    Eu nunca fui muito de marcar livros, simplesmente esquecia de fazer. Passei a fazer mais quando criei o blog, mas confesso que nem sempre faço isso. Apesar disso, um livro que me marcou muito pelas tantas passagens que se destacaram para mim foi o Um dia. E olha que nem gostei tanto da história, mas tinha muita marcação boa.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]