resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] Shine: Uma Chance de Brilhar


Olá, leitores!

Páginas: 368 | Autora: Jéssica Jung | Editora: Intrínseca | Ano: 2020 | Gênero: Romance, Young Adult | Tradução: Giu Alonso | Classificação indicativa: +12

Antes de iniciar essa leitura, minha impressão era que esse livro seria leve. Shine: Uma Chance de Brilhar não é um livro com conteúdo extremamente pesado, mas me mostrou um outro lado da indústria de K-pop da qual eu não conhecia. O motivo para eu querer me aventurar em um livro fora da minha zona de conforto, foi minha curiosidade em conhecer mais da indústria.

A autora é uma ex integrante de Girls' Generation, um grupo bastante conhecido de K-pop. Como ela já tem muito conhecimento sobre o funcionamento da indústria, li esse livro ainda mais atentamente para perceber as nuances que poderiam ter relações com a realidade sobre o K-pop.

Rachel Kim protagoniza essa história. Ela tem dezessete anos, e treina há seis anos para que seu sonho seja finalmente realizado, que é ser uma estrela de K-pop. Apesar dos brilhos e palcos acerca desse sonho, a realidade é muito mais cruel. Ela passará por desvios, sacrifícios e decisões que poderão lhe custar bastante.

A música me dava orgulho de ser coreana.

Eu não imaginava que uma jovem poderia se arriscar tanto e ainda haver tantas cobranças. Primeiro, foi um choque me deparar com o lado tóxico que Rachel vivencia. O funcionamento da indústria não é claro, mas temos a visão de Rachel, em primeira pessoa, que nos transmite seus sentimentos e mais profundos sonhos por meio de seu relato.

Nessa história, iremos nos deparar com machismo, devido ao favoritismo da própria indústria, e exigências que para mim são absurdas, mas soam normais nesse meio. A dedicação da personagem é admirável e foi difícil acompanhar alguns trechos. Mas a leitura pode ser inspiradora por vermos a luta diária de Rachel para ir atrás dos seus sonhos.


O K-pop sempre me ajudou, me mostrou meu lugar no mundo, me deu um motivo para ter orgulho de quem eu sou, mesmo quando o mundo dizia e não deveria ter. Em todos os momentos, sempre pareceu a coisa certa. Sempre pareceu uma parte de mim.

Além do K-pop, sua vida pessoal e amorosa estão entrelaçadas, nos dando ainda mais visão sobre como elas influenciarão na sua vida. As amizades, assim como rivalidades presentes nesse meio são pontos com bastante ênfase que são de suma importância no desenvolvimento da personagem.

Temos que levar em conta que Rachel é uma jovem, mas que mostra bastante garra no livro. Achei a personagem bem esperta, e senti vontade de quebrar a cara de certos personagens também. Indignação foi um dos meus maiores sentimentos durante a leitura.

A presença de um romance na vida da protagonista deixaram as coisas ainda mais interessantes, mas me deram uma pulga atrás da orelha. Com esse livro, aprendi a desconfiar de tudo e todos ao redor de Rachel. É como ver partes de sua vida se moldando para que enfim tome a forma que Rachel sonha, mas também ver outra parte se descontruindo para que isso se realize. Aqui então temos uma leitura difícil.

É crucial que lembremos da nossa força, especialmente como mulheres coreanas. Quem mais vai nos lembrar disso? Ninguém. Cabe a nós sermos independentes, dizermos a nós mesmas do que somos capazes e fazermos tudo que sabemos que nossa força permite.

A ambientação da história é na Coreia, mas outros lugares também são citados. A ascendência de Rachel foi uma ótima adição no livro. Ela nasceu nos EUA, mas sua família é coreana, por isso sente uma ligação enorme com o país, assim como a cultura, principalmente o K-pop.

Essa ligação reforça como a música pode ser especial para algumas pessoas. A personagem compartilha da mesma característica da autora, que também é estaduniense com ascendência coreana. Rachel cita em vários momentos como é não se sentir encaixada e ter a música para se colocar nos eixos, e menciona o preconceito que sofre pelos seus traços e origens.

Esse é um livro ideal para quem gosta de K-pop. Senti várias emoções durante a leitura, e acredito que quem acompanha grupos, será ainda mais especial. Para quem quer ler por pura curiosidade, como eu fiz, irá encontrar uma variedade de novos termos, lugares, comidas e costumes novos e também já adianto para se preparar para passar raiva.

Às vezes é como se a Coreia não me aceitasse totalmente porque nasci nos Estados Unidos, mas por outro lado lá também não sou aceita por causa da minha ascendência coreana. É estranho. É como se eu existisse no meio do caminho.

O livro foi uma inegável surpresa. O que eu imaginava seria um relato rápido e leve, mas recebi bem mais que isso. Ainda não sei como me sinto com algumas partes, embora os acontecimentos que levaram ao desfecho foram sem dúvidas surpreendentes.

Na edição há uma sobrecapa, portanto temos duas artes de capa para o livro. Com ele, também vieram alguns cards com as artes, e foto da autora, que são ótimos para servir de lembrança da história, além de serem bem fofos.

A história foi de previsível à cheia de revelações e isso me levou a considerar um segundo volume. Shine: Uma Chance de Brilhar, que tem uma escrita viciante, deixa todas as pontas soltas possíveis para uma continuação, que já é confirmada para 2021, assim como uma adaptação.

ADQUIRA SEU EXEMPLAR NA AMAZON:

27 comentários:

  1. Oi Leyanne,
    Não sabia que teria adaptação! Não tive muita vontade de ler a obra por não ser uma fã de K-POP, mas ao todo, parece que seria uma boa experiência. Gosto desse estilo mais amorzinho!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adorei essa experiência. Foi bem diferente do que estou acostumada.

      Excluir
  2. Oi Leyanne! É tão bom quando uma história nos surpreende. Eu também estou lendo um livro que se passa no universo K-Pop e achando bem interessante. Feliz 2021! Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei da minha primeira experiência com o gênero e quem sabe eu pego novas dicas. Obrigada <3

      Excluir
  3. Adoro quando a história nos surpreende! <3

    www.pimentamaisdoce.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ei, Leyanne, tudo jóia? A capa do livro é tão bonita e realmente não remete ao que a história apresenta. É como dizem por aí, por trás das câmeras a história é outra. Essas indústrias músicas costumam ser bem mais do que aparentamos. Mas a protagonista merece os parabéns por ter tamanha garra e ainda escrito um livro. Beijo!



    Books House

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem assim e fico feliz pela garra da protagonista. Espero que continue assim nos próximos livros. Beijos.

      Excluir
  5. Oi Leyanne, não estava muito ligada nesse livro, mas agora eu fiquei, Girls' Generation foi um dos primeiros grupos K-Pop que eu conheci lá em 2010. E achei a trama bem interessante tb, acho que vou gostar!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um grupo bem antigo e que fez história. Espero que tenha a oportunidade de ler a história. Bjs.

      Excluir
  6. Oi, Leyanne. Como vai? Não costumo ler muitos livros K pop, mas esta obra parece-me surpreender o leitor. Que bom que gostou da leitura. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela me agradou muito. Espero que lhe agrade também

      Excluir
  7. Oie, tudo bem?
    Ainda não conhecia, valeu pela dica!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  8. Oi Leyanne,

    Nossa que bacana esse livro, ainda mais por trazer um pouco da realidade vivida por muitas pessoas que querem ingressar nesse mundo do k-pop. Achei a trama bem interessante mesmo.
    Que bom que você gostou da leitura.


    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma leitura intensa e fico feliz por ter gostado.

      Excluir
  9. Olá, Leyanne.
    Eu tinha me interessado nesse livro pro causa da capa, mas nem sabia do que se tratava. Vendo agora ser sobre o mundo K-Pop não sei se quero muito mais ler não porque não é algo que me interesso tanto assim hehe. Esse caminho da fama não é fácil não. Estou assistindo O Preço da Perfeição e como eles sofrem só para manter as aparências.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tive um choque quando me deparei com essa realidade e fico feliz por ter conhecido a história. Entendo perfeitamente. Bjs

      Excluir
  10. Oi Leyanne, tudo bem?
    Como não ouço k-pop, acho que não incluiria o livro na minha lista. Mas fiquei chocada com os temas, a capa transparece algo tão leve! Um filme que fala sobre o peso desse tipo de coisa é Perfect Blue, recomendo.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é bem longe de ser leve, mas a capa é uma fofura.

      Excluir
  11. Uma vez eu vi um episódio da série Explicando na Netflix sobre k-pop e recentemente eu vi uns pedaços do documentário do Black Pink. Só sei que essa indústria consegue ser mais tóxica que o mundo da música já é.
    Talvez eu dê uma chance ao livro por conta da autora e da experiência que ela já teve
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu não conhecia nada, foi um choque. Mas espero que curta a leitura. Bjs

      Excluir
  12. I'll check this book❤

    ResponderExcluir
  13. Só a capa desse livro já me fisgou, fofa demais! Fiquei doida para conhecer a história! <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  14. Oi!

    Olha, devo confessar que tenho horror ao K-pop. Acho a arte, a música e as danças bonitas, é claro, mas sei o que esses jovens passam nos bastidores. Acredito que tem até documentário sobre isso. É assustador. Espero que tenha uma adaptação sim, as pessoas precisam ver o que está acontecendo.

    Até!
    https://nsmoraes.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, eu também fiquei assustada com essa realidade.

      Excluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]