resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] Você Tem A Vida Inteira

 


Olá, leitores!


Páginas: 303 | Autor: Lucas Rocha | Editora: Galera | Ano: 2020 |  Gênero: Romance LGBTQ+, Drama


Às vezes é complicado falar sobre certos assuntos devido a delicadeza com que temos que atribuir alguns fatos. Meu receio em ler Você Tem A Vida Inteira estava no medo de me deparar com uma trama com uma carga dramática muito grande e, por consequência, não gostar da leitura. Mesmo um tanto relutante, o tema me chamou tanto atenção que não pude ignorar. Na oportunidade que tive, realizei a leitura.


Você Tem A Vida Inteira se trata de uma leitura cujo tema é o HIV. A obra é nacional, com personagens LGBTQ+, e autor não-branco. Cada uma dessas características despertaram ainda mais meu interesse em ler a obra. Relatando a vida de três jovens e com narrações intercaladas entre eles, a história inicia com Ian recebendo seu resultado positivo para o teste de HIV.


O resultado do teste foi o gancho inicial para me deixar bem grudada no livro, sem querer dar pausa na leitura. A reação do personagem foi conturbada, assim como seu processo de adequação para essa nova vida. No mesmo dia do resultado, Ian conhece Victor, um rapaz que também fez o teste de HVI, porém seu resultado foi negativo.


A gente nunca acha que vai dar tudo errado até que tudo dá errado, não é?


Victor decidiu fazer o teste por ser tido relações sexuais com Henrique, e, apesar de ter tomado todas as precauções, ainda sim quis fazer o teste. A vida de Ian, Victor e Henrique se entrelaçam a partir daí. Os três dividem seus espaços de narração junto com seus dilemas. Enquanto Ian tenta ajustar sua vida em torno de seu tratamento, Victor vive um dilema diferente com Henrique.


Foi complicado ler os capítulos em que Victor narrava por não concordar em seus pensamentos por completo. Em sua mente, ele não queria manter uma relação amorosa com um soropositivo. Atribuí essa sua discriminação devido a desinformação e ao medo que ainda há em torno daqueles que se envolvem com quem adquire a doença.



Somos resultados de uma série de sentimentos diferentes nesse mundo cheio de preconceitos e gente  má.


Porém, mesmo que haja toda essa complexidade, há o lado de Henrique que, após três anos sendo soropositivo e seguindo com o tratamento, não corre risco de contaminar alguém. Ele já sofreu desilusões o suficiente para entender como é complicado para um soropositivo se envolver com alguém e ainda ajuda Ian a entender sua nova vida. É compreensível os papéis que o autor lança para o leitor acompanhar.


O que o autor entrega, é um conjunto de perspectivas com um só tema, mas divididas sob várias realidades. Dessa forma, acompanhar a leitura se torna, acima de tudo, um aprendizado. Na história, há relatos sobre a doença, tal como outras informações que muitos desconhecem. Através da obra, é possível ter mais noção de como é a vida de um soropositivo, e ainda desmistifica inverdades sobre ele.


Embora o assunto pareça pesado, a leitura é leve, trazendo um conteúdo divertido, com referências pops. Os personagens são jovens, portanto há um certo amadurecimento conforme assimilamos a leitura. Os diversos outros assuntos introduzidos na história dão uma leveza ainda maior ao tema central.


Se emocionar fica sendo inevitável. O romance construído também me agradou bastante. Vejo a obra como sendo mais uma prova de que podemos lutar contra o preconceito, seja ele qual for. Situações diversas escritas na trama, são semelhantes as que vemos no nosso dia a dia, mas a história nos instiga a sermos mais fortes e levar essa lição a mais pessoas.


O grande problema do medo, amigo, é que ao mesmo tempo que ele é um bom parceiro para não se ferrar, é inimigo da felicidade.


O livro não se trata somente de uma doença, ele agrega vários assuntos acerca disso. A leitura me rendeu uma noite acordada por eu simplesmente não conseguir largar o livro. Como é comum em leituras assim, senti raiva e soltei várias risadas lendo. Uma história tão linda dessas, repleta de companheirismo, me emocionou em cada linha.


Você Tem A Vida Inteira foi originalmente publicado em 2018 pela Galera Record, mas ganhou uma nova capa (a capa da foto) quando foi traduzido para os EUA em 2019. Ele será publicado também no Reino Unido em 2021. Apesar de gostar da capa anterior, também adorei essa. Ver esta obra incrível ser lançada em outros lugares, me deixa bem feliz por ver que um livro, repleto de assuntos tão importantes, seja alcançado por mais pessoas.


ADQUIRA SEU EXEMPLAR NA AMAZON:


8 comentários:

  1. Ei, Leyanne, tudo bem? Eu já tinha visto uma resenha desse livro, e achei a trama interessante, por se tratar de temas reais e importantes. Eu com certeza daria uma oportunidade futuramente. A sua resenha ficou super completa e bem explicativa!


    Books House

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!! Eu também amei o tema que o autor aborda.

      Excluir
  2. Oi Leyanne,
    Esse livro está na minha lista desde o lançamento da primeira edição, pois só ouço elogios.
    Adorei a nova capa e ver que nossos autores nacionais estão ganhando o mundo, bate um orgulho!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Meu coração enche de alegria com isso <3

      Excluir
  3. Esse livro além de ter uma das capas mais lindas que vi nesse ano, traz um tema que anda até esquecido e que não deveria ser assim de maneira alguma!
    A doença ainda é sim, quase que um tabu e falta informação direto. A gente tem um pouco de noção disso só de ler a resenha desse livro.
    Mas também fala de amor e respeito, de amor e compreensão, de aceitação e vida!!!
    Espero de coração, poder ter o livro em mãos o quanto antes!!!
    Beijo

    Angela Cunha/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. Caramba, esse livro é incrível! Eu já tinha gostado da diagramação da capa, que está linda, por sinal. Eu fiquei bastante interessada depois de ler sua resenha, pelo visto é um livro emocionante, ainda mais se te prendeu a noite toda. Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  5. Oi, Leyanne. Como vai? Livros com temática LGBT são tão surpreendentes não é mesmo! Este aí eu não li, contudo é uma obra que lerei certamente. Que bom que a leitura funcionou pra você, espero gostar dele também. Sua resenha ficou incrível. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Leyanne,

    Que bom que no fim você gostou da leitura.
    Só li um livro com essa temática e curti bastante, pois ainda hoje em dia tem muita gente desinformada sobre o assunto.

    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]