resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] Scythe: O Ceifador [Livro #1]


Olá Leitores!

Páginas: 442 | Autor: Neal Shusterman | Editora: Seguinte | Ano: 2017 | Gênero: Ficção científica, Young Adult | Tradução: Guilherme Miranda

O início deste livro foi bem rápido, já que mal iniciei e já haviam se passado cerca de cem páginas. Admirei logo que a leitura fosse tão rápida. Os acontecimentos do livro também são rápidos, mas sem jogar informações que o leitor é incapaz de compreender. Não há exatamente uma enxurrada de elementos novos, mas há uma certa agilidade em nos mostrar essas informações.

A história dá a entender que a humanidade avançou centenas de anos e agora tem uma sociedade bem diferente. Houve um momento do ápice do conhecimento humano e descobriram até mesmo como interromper a morte. Isso é um fator que vemos bastante ser cogitado, e aqui é uma realidade possível.

Nos afastamos da natureza no momento que vencemos a morte.

Contudo, com esse novo mundo utópico, vem-se também problema derivado da interrupção da morte. Não há morte de qualquer tipo, seja natural ou não, e isso pode ser algo agravante. A superpopulação ainda está a porta e o único modo de abrandar isso, foi criando uma A Ceifa, que consiste em um grupo  de humanos selecionados e designados a serem Ceifadores.

O intuito deles é "coletar" vidas, ou seja, matar pessoas e garantir que a superpopulação não aconteça, e assim, o mundo continue em sua aparente perfeição. A ideia de um mundo perfeito foi logo me deixando desconfiada. Nenhum mundo pode ser tão perfeito sem que não haja sequer um problema, e a estagnação de um mundo assim pode ser crítico.

Antes, o fim da vida humana ficava nas mãos da natureza. Mas nós a roubamos. Agora temos o monopólio da morte. Somos seu único fornecedor.

O livro acompanha dois adolescentes: Citra e Rowan. Eles encontram um Ceifador que os chama para serem aprendizes dele. A princípio, a relutância dos dois  é imensa, mas acabam aceitando a oferta. Assim, o livro passa a narrar o cotidiano deles como aprendizes e os mistérios por trás de um Ceifador.

Falar da morte já é um tema que nos faz refletir, mas no livro somos obrigados a levar em consideração quando o trabalho de ceifar vidas estão nas mãos humanas. Ao interromper o processo natural da morte, o ser humano acabou adquirindo esse trabalho para si, e até onde isso pode ser o certo?

Citra e Rowan parecem ter o que precisam para serem bons Ceifadores, já que não sentem prazer no processo e por serem empáticos. No livro nos deparamos com outras situações, como quando esse trabalho está em mãos erradas. Até onde iria um humano que detém do poder sobre a morte?

Porque, se não sentíssemos nada, que espécie de monstros seríamos?

Do início ao fim houveram elementos que me fizeram parar por um momento e refletir. São questões que gosto de debater e que tem um peso enorme no futuro da humanidade. O livro tem um enredo totalmente viciante, com uma trama fácil de entender, sem trechos pesados, mas que fixam no leitor a ideia de reflexão quando se trama de poder, morte e os custos disso.

Posso dizer com uma certeza absoluta que me empolguei muito com esse livro. Eu não via a hora de debater com alguém, panfletar, mostrar os trechos que selecionei, e, sobretudo, falar do quão importante a reflexão que esse livro trás é preciosa. Uma leitura que fala da morte para vários públicos e ainda encaixa nele a percepção de um mundo novo, foi algo maravilhoso de conhecer.

Algumas situações neste livro levam os personagens a fazerem escolhas, e participarem de circunstâncias que serão decisivas. Cada um desses momentos me deixaram desolada, mas amei sentir essas sensações. A leitura é sutil em nos mostrar elementos no enredo que também serão usados futuramente, e isso pode deixar o leitor animado para mais.


9 comentários:

  1. Oi, Leyanne como vai? Este livro me parece sensacional. Ainda não o li, mas fiquei curiosíssimo com a estória. Muito boa sua resenha. Adorei. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Leyanne,
    Minha mãe tem esse livro, já leu e o adora! Preciso ler o mais rápido possível, ainda mais agora que lançaram o desfecho da trilogia.
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Leyanne,

    Eu já estou querendo esse livro pq eu só vejo o pessoal falando bem e você só reavivou essa vontade em mim.

    Parece ser um livro que vai fazer a gente questionar nossa relação com a morte e também com a vida.


    Apesar do Caos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Leyanne!
    Eu desconhecia essa trilogia, mas caramba, que história incrível. Nunca li nada parecido na vida, me parece ter aquele gostinho sinistro ao mesmo tempo que, assim como você destacou no seu texto, induz reflexões muito interessantes sobre essa realidade tão dura, onde o ser humano venceu o impossível, mas agora tem que lidar com as consequências cruéis de tamanho poder.
    Adorei, deixarei esse livro em mente pra uma possível futura leitura. E também achei a capa muito legal. Abraços!

    Blog Trívia

    ResponderExcluir
  5. Oi Leyanne, tudo bem?
    Esse livro já está no meu radar há um tempo e eu acho o tema mega interessante. Saber que você gostou é um incentivo a mais! Devem ter vários debates/reflexões sobre o valor da vida e, também, o valor da morte.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  6. Caramba!! Que livro incrível! Eu não acredito que ainda não li ele.
    Estou chocada e animada, ok, preciso dele pra ontem. Falar da morte é algo bem difícil num livro, imagina então o que fizeram interrompendo a morte.. É surreal essa história. Eu amei sua resenha. estou tão empolgada pra ler quanto você que acabou a leitura haha
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  7. Oi, Leyanne!
    Menina, esse é um dos livros que comecei e não finalizei, mas pretendo finalizar um dia rs
    Mas uma das coisas que achei incrível nele: o fato do universo ser bem explicado! simplesmente detesto começar uma fantasia que o autor(a) ache que a gente já conhece aquele universo e não o explica... me dá uma ziquezira hahah
    um abraço
    https://luibee.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    Comprei o ebook desse livro recentemente e estou com muita curiosidade de conhecer essa história, principalmente depois que o último livro foi publicado e só vejo elogios até agora. Espero gostar tanto quanto você, e refletir bastante também!

    Beijos, Fantasma Literário

    ResponderExcluir
  9. Eu terminei o livro essa semana e só consegui dizer "uau"! Eu não sabia o que me aguardava, mas foi como você disse, num piscar de olhos já tinha passado da página 100 e nem senti! Citra me conquistou, assim como a Curie, que se parece demais com a Citra, inclusive. Eu estou louca pela continuação dessa trilogia.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]