resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] Território Lovecraft


Olá Leitores!

Páginas: 352 | Autor: Matt Ruff | Editora: Intrínseca | Ano: 2020 | Gênero: Terror, ficção científica, fantasia | Tradutor: Thais Paiva

Território Lovecraft é um livro com uma edição lindíssima que, primeiro de tudo, preciso esclarecer alguns pontos. O primeiro deles, é que a obra se trata de um livro de contos. O livro possui uma história principal e o primeiro conto nos introduzirá justamente a esta história. O segundo ponto, é que o livro possui vários personagens principais.

Após a história introdutória que vemos no primeiro conto, os outros terão os demais personagens como protagonistas. Atticus é o protagonista do primeiro conto e também tem uma importância nos demais. Ele, assim como todos os protagonistas, são negros. Os personagens principais tem participações ou menções secundárias nos contos de cada um deles, deixando-os sempre presentes no enredo.

O livro se passa na década de 1950, nos EUA, bem quando o racismo era bem mais forte do que nos dias atuais. Atticus inicia sua história indo atrás de seu pai, que aparentemente viajou sem mais nem menos com um homem branco, e o deixou apenas uma carta. Atticus então vai atrás dele para descobrir sobre essa viagem repentina.


Desde o início, vemos referências fortes à Ray Bradbury, Stevenson, Isaac Asimov e HP Lovecraft, devido ao personagem Atticus. Essa introdução nos mostrará que o livro irá possuir diversas referências no enredo a estes e a outros autores famosos. A principal referência será à Lovecraft, assim como vemos no título.

Mas histórias são como pessoas, Atticus. Nós até podemos amá-las, mas não podemos alegar que são perfeitas. Sempre tentamos enaltecer suas virtudes e relevar seus defeitos, mas isso não faz os defeitos desaparecerem.

O livro menciona Lovecraft de maneira positiva e negativa. Lovecraft foi um escritor clássico de horror cósmico bastante apreciado, e vemos que os personagens também gostam de suas obras. Porém, Lovecraft também era racista, e pratica isso em suas diversas obras. Vemos bastante disso durante a leitura, e achei muito bacana o autor destacar esse fato sobre Lovecraft.

O racismo é algo sempre mencionado aqui, como forma de enfatizar críticas sobre o assunto. É doloroso ver como atos racistas sempre foram presentes, e o fato de todos os protagonistas serem negros, nos faz ler, sob os olhos deles, como toda essa situação era horrível.

Pois nada era mais frustrante do que viajar milhares de quilômetros só para encontrar os mesmos racistas com quem você tem que lidar todos os dias no próprio país.

Apesar de ter estranhado um pouco o livro ser contos, gostei da ideia geral da história fazer sentido no final. Também é um desenvolvimento bom, por conhecermos mais um pouco sobre cada personagem. Infelizmente, a leitura acaba ficando lenta em alguns momentos. Isso acabou afetando meu progresso e me perdi algumas vezes. Alguns contos, acabei gostando mais do que outros.


Por essa quebra de desenvolvimento que esperamos da história, algumas pessoas, assim como eu, podem acabar achando a leitura também lenta. Percebi que algumas histórias pareceram ficar inacabadas, ou talvez eu não tenha entendido bem. O fato é que senti que o livro se perdeu em alguns momentos e as histórias ficaram meio perdidas.

O livro não parece ter continuação, e acredito que seja somente este volume. Quanto ao vilão, há sempre a espreita de pessoas sendo racistas com os personagens e acabando com seus planos, e também há o vilão principal, que é um tanto misterioso sobre o que quer.

A leitura acaba adquirindo alguns traços mesclados de vários gêneros. Vemos um pouco de fantasia, ficção científica e terror na história. Também nos damos conta de que no livro há um terror mais real, aquele praticado pelo ser humano.

ADQUIRA SEU EXEMPLAR NA AMAZON:

6 comentários:

  1. Oi, Leyanne como vai? Como sou apreciador de livros de contos não poderia deixar de me interessar pelo livro. A capa é muito atrativa. Infelizmente o racismo vem desde tempos longínquos na humanidade e, até hoje ele é praticado por energúmenos e mentecaptos espalhados pelo planeta. Amei sua resenha e futuramente pretendo lê-lo. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Ley! Apesar da premissa interessante, não é um livro que eu leria agora. Falando da edição, ele lembra livros antigos e é muito bonito visualmente. Boa semana! Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Oi Leyanne, acho essa edição a coisa mais linda, mas eu também não gosto muito de livros que são lentos e principalmente quando tem essa sensação de histórias inacabadas.
    www.osdeliriosliterariosdelex.com.br Conheça o meu canal ♥

    ResponderExcluir
  4. Essa edição é muito linda, pena que o livro em si ficou arrastado no meio do caminho. É bem complicado ler livros de contos quando o mesmo nem parece ter um fim... Eu fico decepcionada e com a sensação de "falta alguma coisa" que incomoda bastante. =/
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    gostei muito de saber que é um livro de contos, já tem um tempinho que estou curtindo ler contos, acho que no momento esse tipo de leitura está fluindo bem comigo.
    Estava lendo um calhamaço mas, não estava fluindo muito acredito que por está com várias atividades e outras prioridades então comecei outro e depois vou retomar a leitura.
    Vou anotar essa dica para uma possível leitura.
    Beijocas.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu jurava que tu tinha dado uma nota maior que a minha. Eu também dei 3 e como tu viu lá no blog, não sou capaz de opinar muito sobre a história
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]