resenhas

[Resenhas][slideshow]

[RESENHA] A Saga dos Corvos: Os Garotos Corvos [livro #1]



Olá Leitores!

Páginas: 376 | Autora: Maggie Stiefvater | Editora: Verus | Ano: 2013 | Gênero: Fantasia, young adult | Tradutor: Jorge Ritter

Li este livro há um tempo, mas este é um daqueles livros que não dá para simplesmente ler e esquecer a história. Quando senti que estava me distanciando dele, decidi reler. Meu desafio era tentar encaixar entre tantas outras leituras, mas enfim consegui.

O livro é para um público juvenil, mas eu acho que é um livro para todas as idades. Os Garotos Corvos foca em cinco adolescentes. Quatro deles são garotos e estudam em uma escola para ricos na pacata Henrietta. A última se chama Blue, uma garota fora do comum.

Ela foi criada em uma família de médiuns, contudo não possui dons mediúnicos. Em toda sua vida ela ouviu que mataria seu amor verdadeiro se o beijasse. Isso pode ser considerado bem cruel e pode atribuir um aspecto mais sombrio ao livro. Mas garanto que não é assim.

O livro é cheio de humor, e uma pitada de sobrenatural. Os quatro garotos são chamados de garotos corvos por estudarem na academia Aglionby. Cada um possui personalidade única e impossível de ser confundida, e isso trás ainda mais autenticação à trama.

"A Academia Aglionby era a razão número um pela qual Blue havia desenvolvido suas duas regras: primeira, fique longe dos garotos, porque eles trazem problema. E segunda, fique longe dos garotos corvos da Aglionby, porque eles são uns canalhas."
Blue, no dia de São Marcos, vê o espírito de Gansey, um dos garotos corvos, no caminho dos corpos. O que quer dizer que ele morrerá dentro de um ano. Ela geralmente não costuma ver espíritos por não ter os dons de sua família. Entretanto, ver o espírito de Gansey só pode significar que ele é o amor verdadeiro dela ou que ela irá matá-lo.

Inevitavelmente o caminho de Blue e dos garotos corvos se cruzam em algum momento. O livro é pertinente ao se tratar de destino e por isso essa interação acontece. Além da família de Blue ser mediúnica, há várias menções a magia.

Gansey é obcecado por encontrar um velho rei galês e precisa acreditar no sobrenatural para isso. A magia aqui não é nada comparado àqueles livros cheio de feiticeiros ou bruxos. É algo bem mais natural, vindo da terra e de nossas raízes. Mesmo com todo o papo sobrenatural, a autora sempre mantêm os pés dos personagens no chão quanto a isso.


Neste primeiro livro há um foco em especial em Gansey e Blue, mas como disse, os outros personagens continuam tendo uma participação importantíssima. A autora insere também como parte da "magia" presente no livro, a linha ley como recurso para tal coisa.

Como poucas menções sobre as linhas ley em outros livros, neste aqui o assunto é bem explicado, mas sempre envolvendo magia. O legal é que a autora não prende a história somente a um tipo de magia, há diversos outros recursos e elementos novos que ela nos apresenta.

Os garotos corvos Ronan, Adam e Noah, são essenciais para a história. Imediatamente me apeguei ao Ronan, que é um personagem de personalidade forte, do qual me identifiquei em alguns aspectos. A linguagem do livro é bastante descontraída e leve. O livro contém tanto humor que podemos esquecer em alguns momentos a previsão em que Gansey morre.

Falar desse livro me deixa tão empolgada e por isso sempre recomendo ele. É um livro que trás mensagens importantes como questões sociais que precisamos discutir, amizade e feminismo. O modo que a autora discute isso é sempre leve, com um contexto adequado e impactante. O livro é completo de diversas maneiras. O tema central dele é o sobrenatural, mas não deixa de nos trazer conteúdo importante.


ADQUIRA SEU EXEMPLAR NA AMAZON:

6 comentários:

  1. Eu ainda vou ler essa série, mas estou deixando passar a péssima experiência que tive com a autora em Todos os Santos Malditos
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi, Leyanne como vai? Este livro é excelente, não somente este livro mas a série em si. É tão bom reler livros não é mesno. Eu particularmente adoro. Sua resenha ficou ótima, deu vontade de ler este livro novamente. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Eu adoro narrativas que focam em morte, meu ascendente e lua em Escorpião ficam surtados kkkkkk
    Gostei ainda mais pelo tom vem humorado, espero conhecer em breve.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  4. Legal saber que mesmo sendo um livro de fantasia ele é baseado na realidade. Parabéns pela resenha!

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  5. Que livro lindo! Agora sim, depois dessa resenha, quero ler ele! Eu amo magia, todo livro ou série desse tema, mas confesso que estou decepcionada que seja para todas as idades kkkk eu preferia algo mais quente e adulto. Se você releu ele, então confio que seja realmente muito bom, eu sou do mesmo jeito quando gosto de uma série de livros ou qualquer livro.
    Beijos ^-^
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  6. Oi Leyanne,

    Vim da tag 50%. Fiquei curiosa para ler. Vou colocar na minha wishlist.

    Apesar de parecer ser uma série, quem sabe logo me bata vontade de começar sagas.

    Apesar do Caos

    ResponderExcluir

3 motivos para ler

[3 motivos][stack]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]