resenhas

[Resenhas][slideshow]

5 motivos para ler Six Of Crows


Olá Leitores!

Six of Crows é o spin off da trilogia Sombra e Ossos. Se você ainda não conhece a trilogia principal, mas quer ler Six of Crows, não tem problema. A história de ambos é independente, portanto, se você não se importar com breves spoilers, pode ler o spin off independente de ter lido ou não a trilogia. Six of Crows é uma duologia com uma história totalmente diferente do que estamos acostumados em Sombra e Ossos.

Considero a história de Six of Crows bem melhor em relação a trilogia, também sempre indico esses livros, e hoje darei um reforço nisso dando 5 motivos para ler as obras.

PROTAGONISTA SEM PODERES


O livro tem seis protagonistas, e, dentre eles, Kaz é o que mais se destaca por ser o líder. No mundo criado por Leigh Bardugo, há pessoas com dons que se denominam Grishas. Em sua trilogia principal, a protagonista era uma personagem dotada de um dos dons Grishas. Assim como ela, a história estava bem mais focada nestas pessoas. Porém, em Six of Crows, Kaz é um personagem desprovido de qualquer dom Grisha. O que mais se destaca nele, é sua personalidade, assim como sua inteligência.

O personagem prova, em várias situações, que não precisa de dons especiais para conseguir o que quer, e é justamente isso que o deixa mais interessante. Tudo o que ele faz tem um motivo por trás, e ficamos fascinados por sua inteligência. Assim como alguns outros, Kaz faz parte de um dos personagens mais inteligentes que já conheci dentro da literatura.

REVIRAVOLTAS

Estamos falando de um livro cuja a trama é repleta de personagens pouco confiáveis. Kaz e sua gangue vivem no mundo do crime, e, consequentemente acompanhamos muitas reviravoltas. Grande parte disso se deve a Kaz, que é dono dos planos mais mirabolantes e bem feitos que já vi. O personagem, assim como as reviravoltas que trás, são como uma caixinha de surpresa. A leitura se torna emocionante nesse aspecto e, para mim, não deixou a desejar. 

REPRESENTATIVIDADE DE VÁRIAS FORMAS


A gangue de Kaz, formada por seis membros, é curiosa por ser composta por pessoas de várias nacionalidades. Cada um deles herda uma cultura diferente e reflete isso em seus atos. Também conhecemos um pouco disso e de suas histórias no decorrer do livro. Mas, o legal é que a história fica bem mais interativa por ter personagens diferentes, assim como é formada nossa sociedade. Quando conhecemos mais sobre os personagens, podemos encontrar outros tipos de representatividade entre eles, melhorando ainda mais a história. 

ANTI-HERÓIS

A intenção da história não é ser uma batalha de herói vs vilão. A autora fez personagens reais, com desejos e anseios parecidos com os nossos. Começamos a perceber isso pela história ser de um grupo de criminosos. Portanto, cada um carrega dores e cicatrizes que precisam superar. Isso faz deles mais humanos, e, assim podemos nos identificar.

Os atos dos personagens serem bons ou ruins, não irá refletir em uma classificação heroica. Eles são levados a decidir suas escolhas com base em seus anseios, e no que é preciso.

VÁRIAS PERSPECTIVAS E NARRAÇÃO FLUIDA

Os livros são narrados pelos seis personagens principais. No livro um, somente cinco deles ficam por dentro da narração, e, somente no volume dois, o integrante mais novo é inteirado de mostrar seu ponto de vista. Eu, particularmente, prefiro livros em que podemos ter mais de um ponto de vista. Assim é mais simples para compreendermos melhor o universo criado pelo autor, e também conhecer mais os personagens.

É através desses pontos de vista que acabamos por gostar dos personagens. Fiquei imensamente tocada pela história deles, e assim que cheguei ao fim da leitura, já estava rendida por eles. Além de suas histórias serem cativantes, a narração de cada um é escrita de forma fluida e simples.

6 comentários:

  1. Olá,
    Eu super quero conhecer, mas no momento zero condições.
    Sempre leio altos elogios a autora, e seus livros parecem ótimos.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  2. Oi, Leyanne como vai? As capas destes livros são belíssimas não é mesmo! Os motivos para se ler esta série são várias e, você as citou muito bem. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia essa duologia, mas olha, já desejei. Adoro o gênero, parece muito gostoso de ler!

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  4. Olá, Leyanne.
    Eu li recentemente Six Of Crows e preciso ler logo a continuação. Eu amei a história e concordo com tudo o que disse na postagem. Mas acredito que só um motivo bastaria para eu ler, o Kaz hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro Six of Crows, realmente acho muito melhor do que a Trilogia Grisha. Adorei os pontos que você colocou, principalmente os da representatividade, pois mesmo tendo lido os dois livros eu nem reparei nisso. A autora inseriu os personagens de forma tão natural, que só depois eu pensei que realmente cada um tem uma representatividade diferente. Fiquei bem feliz com isso!
    Abraço,
    Liv | Resenhas Caóticas | A Odisseia | Instagram

    ResponderExcluir
  6. Oi Leyanne,
    tudo bem?

    Primeiro de tudo: seu blog é muito lindo, parabéns pelo trabalho!
    Recebi Six of Crows faz pouco tempo e estou muuuuito curiosa pra começar logo a leitura, já que tenho ficado cada vez mais interessada em histórias de fantasia <3 adorei os motivos que você escolheu!

    Beijos,
    Fantasma Literário ❤
    https://ofantasmaliterario.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Dicas de Fantasia

[Fantasia][stack]

3 motivos para ler

[3 motivos][grids]

dicas para blogs literários

[Dicas para bookstagram][btop]

lidos do mês

[lidos do mês][grids]