[RESENHA] A saga do bruxo Geralt de Rívia: O Sangue dos Elfos [Livro #3]

29 de outubro de 2019


Olá Leitores!

Páginas: 324| Editora: Martins Fontea| Autor: Andrzej Sapkowski| Ano: 2013

O Sangue dos Elfos é o terceiro livro da Saga do Bruxo Geralt de Rívia. Sempre adorei o Geralt, ele é um personagem que me consquistou desde o primeiro livro, mas depois de conhecer Ciri, a criança predestinada a ele, os dois são meus favoritos agora.

Neste livro 3, Ciri assume um novo papel em que aparenta ter importância não somente ao lado de Geralt, mas também como em seu reino e em outras profecias. Geralt é seu guardião e os dois estão juntos, eles agora treinam, em especial Ciri, que mora agora no lar dos Bruxos.

Ciri tem um treinamento árduo, ela quer estar pronta para se tornar uma Bruxa, que é o que acredita que será, mas Geralt a está preparando para algo além disso. Há guerras explodindo em quase todos os lugares, e Ciri agora é procurada pelas suas raízes da realeza e por outros motivos. Parece que todo mundo quer ela para alguma coisa.

Já tínhamos noção, pela preparação da personagem, que ela seria importante em algum momento, e parece que o tal momento está chegando cada vez mais perto. Participa também da criação de Ciri, uma feiticeira chamada Triss Merigold, a qual detestei desde o primeiro instante que ela apareceu. Triss não é uma pessoa ruim, mas sua obsessão em seduzir Geralt me dá nos nervos.

A feiticeira claramente tem importância, mas isso não me isentou de odiá-la. Outros pontos super positivos a respeito do livro, é a interação de Geralt com Ciri. Ele não só passa a ser o protetor dela, como também assume inconscientemente um papel paterno a seu respeito. É lindo e totalmente fofo os dois juntos. Geralt sempre foi muito bruto, cheio de questionamentos sobre sua mutação e falta de humanidade, mas quando está junto de Ciri, ele assume um ar mais leve e protetor.

Claro que não poderia faltar a interação da Yennefer. Infelizmente esse foi o único livro da série que li em que Geralt e Yennefer não se encontraram nem para trocar farpas. Adoro esse casal, mesmo com a relutância de ambos em ficar juntos. Mas mesmo longe um do outro, os dois agiram em conjunto protegendo Ciri e instruindo-a cada um a seu modo.

Ciri se desenvolve e até o final do livro 3 já está com quase quinze anos. Da metade do livro até o fim, a trama fica viciante e não consegui largar. A saga me deixou apegada aos personagens e nem ouso pensar o que será de mim se algum deles morrer.

A história também parece cada vez mais complexa, tanto pela importância de varias pessoas em Ciri como no papel de Geralt e Yennefer nisso. Mas ainda sim, os livros continuam pequenos podendo ser lidos em poucos dias.

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Nunca tinha ouvido falar dessa história, parece ser bem envolvente.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Leyanne!
    Não conhecia o livro nem o autor, mas sua resenha me deixou empolgada com a trama hahaha Deu pra perceber o quanto você gostou, então vou pesquisar saber mais sobre esses livros.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.