[RESENHA] A Corrente

1 de outubro de 2019

Olá Leitores!

Páginas: 378 |Editora: Record |Autor: Adrian McKinty | Ano: 2019

Em setembro (/2019), estreou o thriller A Corrente, os parceiros da editora Record receberam uma cartinha antes do lançamento como uma campanha de marketing sobre o livro e isso levou todo mundo a loucura. O conteúdo da carta era um aviso sobre nosso exemplar de A Corrente ter sido sequestrado! Eu fiquei curiosa para saber mais, e a carta sobre o sequestro do meu exemplar tinha tudo a ver sobre o enredo dele, e isso desperta a curiosidade de qualquer um. Assim que o livro chegou, logo iniciei a leitura, que ao contrário de outros livros, já começa frenética.

"Você está numa jaula, despencando para o inferno. E vai piorar. Sempre piora. Primeiro vem o câncer, depois o divórcio, depois sua filha é sequestrada e você se transforma num monstro."
Na primeira página, um homem aborda uma garota chamada Kylie no ponto de ônibus e anuncia que vai sequestrá-la. O homem parece inseguro como se nunca tivesse sequestrado alguém antes, o que é verdade. Kylie é sequestrada e eu ainda estava no primeiro capítulo, em choque por já presenciar um início tão "direto ao ponto". Rachel, mãe de Kylie, recebe uma ligação inusitada comunicando que agora ela faz parte da Corrente. As regras básicas da Corrente são:

1) Você precisa pagar o resgate do seu ente querido sequestrado; 2) Precisa arrumar um alvo para sequestrar e assim dar continuidade a Corrente; 2) Você não pode quebrar a Corrente. Ser algo desses tópicos errados, seu ente querido sequestrado morre pelas mãos de outro elo da Corrente.

"O absurdo é um luxo fora do alcance dos pais com filhos desaparecidos."
Tudo isso parece bizarro. Primeiro me perguntei como ninguém descobriu as mentes por trás disso antes. Rachel logo é avisada para não chamar as autoridades sob o risco de Kylie morrer. Há uma  pessoa por trás da Corrente, que grampeia todos os seus modos de comunicação, e mapeia se Rachel está fazendo tudo corretamente. Ela passa rapidamente de uma simples vítima de um sequestrador, a um possível sequestrador. Tudo o que ela mais ama é sua filha e faria tudo por ela, mas ela precisa urgentemente cumprir as exigências da Corrente.

"A Corrente é um método cruel de explorar o sentimento humano mais importante - a capacidade de amar - Não iria funcionar em um mundo no qual não houvesse amor entre pais e filhos ou entre irmãos ou entre casais, e só um sociopata sem amor, ou que não entende o amor, conseguiria usá-la para alcançar seus objetivos."
Todos as pessoas anteriores vítimas da Corrente também cumpriram as regras, o que me fez pensar que a pessoa por trás do nome Corrente é mais do que sangue-frio. Há algumas mensagens explícitas que se pode tirar da situação, como valorizar mais suas relações, viver a vida. Mas a forma como A Corrente faz com que você pense tudo isso é desumano. Essa é uma obra que abala tanto psicologicamente quanto a longo prazo.

"Aqui também há demônios, mas eles são seres humanos."
O livro é dividido em duas partes e por isso o achei mais completo. A primeira parte é introdutória, para nos apresentar ao que é a Corrente e como funciona, é também para nos mostrar o desespero de ser um elo da Corrente. Quanto a segunda parte, nos deparamos com as consequências desse contato da Corrente na vida de Rachel. Ela vai conseguir cumprir as exigências? Mas a segunda parte consegue transmitir um elo mais consistente sobre as raízes da Corrente.

"Uma vez que se está na Corrente, não se sai dela nunca mais. E se sequer pensar em tentar se libertar, ela vai se voltar contra você."
Esse ser/instituição/monstro chamado Corrente, que parece ser tão desumano, fica distante dos personagens o tempo todo e também de nossa percepção de tentar desvendar quem eles são. O autor nos apresenta a eles aos poucos, primeiro dando dicas e adicionando eles a esse novo enredo da segunda parte.

"Vítimas e cúmplices. É isso que a Corrente faz com você. Ela te tortura e te obriga a torturar outras pessoas."
Rachel que vive constantemente assombrada pela Corrente, tenta descobrir sobre a raiz de tudo isso, mas assim como já aconteceu com todos os leitores, fica evidente, em alguns momentos, que algo pode dar errado. Em certas ocasiões, queria entrar no livro e avisar Rachel que ela precisava tomar cuidado. É angustiante, acima de tudo, toda a situação. Sei que participar disso é horrível, mas ler também nos afeta e acompanhar A Corrente me fez ficar pensando nela por dias.

ADQUIRA SEU EXEMPLAR NA AMAZON:

Comente com o Facebook:

16 comentários:

  1. Eu estou louca por esse livro. Quero muito ler. Adorei a resenha.
    Beijinhos.
    www.lewestinblog.com

    ResponderExcluir
  2. Oi! O livro tem uma história bem tensa e eu gostei muito da leitura, não conseguia largar o livro. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei bem tenso mas não consegui parar de ler kkkk

      Excluir
  3. Oie, apesar de sua ótima resenha e de eu ter amado essa capa, eu não leria este livro no momento sabe, mas vou separar esta dica aqui, quem sabe quando eu estiver saturada dos estilos literários que estou lendo no momento!

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo perfeitamente. Nem sempre é o momento.

      Excluir
  4. Amei seu post, seu site é muito bom mesmo, estou toda semana visitando e lendo seus artigos.

    Parabéns!

    Beijos💋💋!!

    Meu Blog: Vida Cap

    ResponderExcluir
  5. Oi, Leyanne!
    Achei super criativo a forma que a editora divulgou o livro.
    Já adicionei o livro na minha lista de desejados, pois achei o enredo super original e fiquei curiosíssima com o desfecho da história.

    Beijos
    Construindo Estante || Promoção no Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom!! A forma de divulgação foi super criativa mesmo!

      Excluir
  6. Todo mundo está elogiando muito essa história, e fiquei feliz de ver que você também gostou da leitura. Eu estou bem curiosa para ler!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que tenha a oportunidade de ler, eu adorei!

      Excluir
  7. Olá, Leyanne.
    Eu gostei bastante do livro também. Fiquei até assustada ao ver que tanta gente não gostou. Achei ele tão forte e se encaixa muito bem no gênero.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim alguém não gostou?? Mas apesar disso eu entendo que talvez não agrade todos pela forma de escrita, mas eu amei!

      Excluir
  8. Olá Leyanne, eu lembro que vi um balanço desses na Bienal, mas não sabia de qual livro era. Agora vendo a capa do livro, era de A corrente. Menina, que livro é esse? Já fiquei chocada e ao mesmo tempo curiosa para conferir.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é eletrizante e faz jus a tantos elogios que recebeu!!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.