Feita de Fumaça e Osso

2 de julho de 2019

Olá Leitores!

Páginas: 384 |Editora: Intrínseca |Autor: Laini Taylor | 
Ano: 2012

Esse livro me deixou curiosa por tempos. Várias pessoas que conheço já tinha lido ele e me recomendado bastante, então resolvi ler. Foi um livro que devorei em menos de dois dias. A história é impactante, o enredo me prendeu e a cultura que a autora nos mostra me deixou extasiada.

"Era uma vez uma garotinha que foi criada por monstros."
Em Feita de Fumaça e Osso conhecemos Karou, uma garota de 17 anos que possui diversas tatuagens pelo corpo, e um incomum cabelo azul pavão (me identifiquei). Ela mora  em Praga, onde estuda normalmente e também tem uma melhor amiga. Porém Karou, totalmente humana, foi criada por seres fora do comum chamados quimeras. Esses seres possuem corpos modificados, normalmente com várias raças de animais misturados.


"Os monstros não conseguem se ver como monstros."
Para o mundo humano, ninguém conhece os quimeras e Karou também não sabe absolutamente nada sobre suas origens e nem por que foi adotada por essa estranha raça, ela sente que falta algo em sua vida mas não se dá conta do que seria. Mesmo desconhecendo tudo isso, ela trabalha para eles em um estranho ramo: coletando dentes. Estranho não é? Fiquei super curiosa quanto a isso, ansiosa para saber mais. Karou também não sabe o motivo dos quimeras escolheres trabalhar com dentes, mas tem a ver com magia e com desejos.


"Desejos são falsos. A esperança é verdadeira. A esperança faz sua própria magia."
A obra me instigou logo a partir daí, posso dizer também que as coisas durante o livro transcorrem bem rápidas. Até agora notamos um mistério sobre o enredo mas a interferência de outros seres entram em ação. Estranhas marcas aparecem em algumas portas ao redor do mundo e uma guerra está prestes a explodir. Então conhecemos ainda mais sobre o universo que adentramos. A raça quimera vive em guerra com outra raça chamada Serafins e até então Karou não fazia ideia. Enquanto para nós leitores o que sabíamos até então parece apenas ser a ponta do iceberg.


"Os monstros não se veem como monstros."
É nesse rebuliço de informações que Karou se apaixona por Akiva, um anjo que está do lado oposto ao dela, mas eles sentem uma atração fortíssima. A história é muito boa, mas preciso dizer que o que mais me agradou foi a apresentação de uma cultura que até então não tinha lido nada sobre ela. O livro se passa em Praga, a capital da República Tcheca, então há diversas descrições dos lugares, comidas típicas. Foi uma viagem à um novo país, e uma muito agradável.


"Ele não era humano. Não era nem do seu mundo. Era um soldado com uma contagem de mortes nas mãos, e era inimigo de sua família."
Esse livro é o primeiro volume de uma trilogia, mas me conquistou somente pela introdução à esse universo, pretendo sim continuar lendo os demais livros, e aprofundar ainda mais em Anjos e Quimeras, que é uma clara relação entre bem e mal ou céu e inferno, mas aqui nada é tão definitivo, os dois lados cometem erros e ambos também precisam de redenção.


"Karou e Akiva eram como dois fósforos riscados um contra o outro para inflamar como a luz das estrelas."


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.